Entidade de Artur Nogueira dobra atendimento a usuários de Crack

O Brasil possuí 26 Estados, além do Distrito Federal, de acordo com a Estimativa do número de usuários de crack e/ou similares nas Capitais do País realizado pela FIOCRUZ, são 370 mil usuários da droga nos estados brasileiros. No Estado de São Paulo, que possui 645 municípios, dos quais Artur Nogueira faz parte, segundo um estudo do Observatório do Crack, da Confederação Nacional de Municípios (CNM), pelo menos 558 enfrentam o desafio de combater o crack.

Em Artur Nogueira não é diferente, a droga também é uma realidade, mas com o compromisso e apoio da Prefeitura, por meio de importantes subvenções, alguns trabalhos estão sendo realizados para combater o uso da droga.

Rosimario Teixeira, 42 anos, recebeu alta na última sexta-feira (07) da Comunidade Vida Melhor. Teixeira, nogueirense, sentiu a necessidade de deixar o vício, conversou com o irmão que o ajudou, e assim conseguiu realizar e concluir o tratamento. “Agradeço muito a comunidade Vida Melhor, ao Pastor Cristiano e também a Prefeitura que ajuda a comunidade a atender ainda mais pessoas”, relata o ex-dependente.

Desafio
A primeira apreensão de crack em São Paulo aconteceu em 1994, a droga era conhecida como “raspa da canela do capeta”. De acordo com material produzido pela Exame, “passados 23 anos de quando o crack surgiu na periferia da zona leste, a droga avança por todas as regiões do Estado e faz do enfrentamento ao problema um dos principais desafios para cidades pequenas e médias.”

Cristiano Bervint que é pastor e responsável pela Comunidade Vida Melhor, ressalta a importância do apoio da prefeitura. “Antes o trabalho realizado pela Comunidade Vida Melhor atendia apenas dez pacientes de Artur Nogueira com a subvenção oferecida pela prefeitura, agora com o aumento da subvenção, podemos atender, nessa situação, o dobro, 20 pacientes”, explica Bervint. Ele conta também que tratamento contra o crack é um desafio. “Nem sempre a disponibilidade de um tratamento gratuito e um lugar de qualidade pode salvar aquela vida, pois tem que partir da pessoa a iniciativa de mudar de vida”, conta Bervint.

“O trabalho que estamos realizando na prefeitura é para otimizar os gastos e conseguir distribuí-lo para a nossa população, todo nogueirense merece uma nova oportunidade e meios para conseguir se colocar novamente na sociedade, esse é o nosso desafio”, explica o prefeito Ivan Vicensotti. O trabalho realizado pela Prefeitura coloca a Promoção Social, o CAPS e as comunidades assistenciais abertos e focados em resgatar os dependentes.

  

Comentários