fbpx

Escolas municipais se preparam para Festa Junina desse sábado, dia 11, em Holambra

Está quase tudo pronto para a tradicional Festa Junina das Escolas, organizada por profissionais e alunos das unidades de ensino da Rede Municipal. Desde a última quarta-feira, dia 8 de junho, dezenas de pessoas estão engajadas nos preparativos da festa que acontecerá nesse sábado, dia 11 de junho, nas escolas Jardim Flamboyant e Parque dos Ipês. O evento reunirá alimentação típica, bingão, danças e inúmeras brincadeiras. A entrada é gratuita.

A diretora da escola Jardim Flamboyant, Renata Paula Val Vazan, participa das comemorações há vários anos e explica que embora unidas, cada unidade de ensino fica responsável por uma barraca na festa. “Nós, do Flamboyant, ficamos responsáveis pela barraca de batata frita, que ficará localizada na cozinha da escola”, comenta.

Ela ressalta, no entanto, que a realização dessa festa também se deve à participação ativa das famílias dos alunos. “O óleo que usaremos para fritar as batatas, por exemplo, foi doado pelos pais”. Para Renata, a Festa Junina é também momento de trazer a comunidade para dentro da escola. “Nosso trabalho é feito para eles. Os pais confiam seus filhos a nós e este é o momento de mostramos os resultados do nosso trabalho. É emocionante”, afirma.

O evento, um dos mais tradicionais do município, é organizado por todos os professores e funcionários das unidades municipais de ensino. A secretária da escola Parque dos Ipês, Meire Regina Campagnoli, explica que a Festa Junina é também um meio de arrecadar fundos para escolas e creches. “O lucro arrecadado em cada barraca é dividido pelas escolas do município e este valor é utilizado para suprir algumas demandas dos nossos alunos”, explica.

 

Nos últimos três anos, a renda da festa permitiu a aquisição e instalação de centrais de água em todas as unidades e a compra de computadores portáteis para aulas com Datashow. Em 2015, o recurso, por decisão conjunta dos diretores das escolas, foi dividido entre as unidades para pequenos reparos e investimentos ao longo do ano.

A professora Simone Barbosa Andriotti, responsável pelas turmas de 1º, 2º e 3º ano do Flamboyant, explica que a festa é o momento em que os alunos mostram para seus pais o que fazem na escola além de estudar. “A comemoração permite que elas exibam para os pais trabalhos feitos em sala, como artesanato, e o resultado dos ensaios das danças”, explica.  “Nessa festa junina, por exemplo, elas vão apresentar as bandeirinhas e as pinturas que fizeram para a decoração da quadra do Ipê, onde acontecerão as apresentações”.

A diretora de Educação do município, Fabiana Alves Camilo, comenta que a festa estpa sendo preparada com muito carinho para que todas as famílias dos alunos da rede aproveitem bons momentos. “Neste ano, todos os nossos profissionais da rede municipal estão envolvidos para tornar a festa ainda mais especial. O cardápio está saboroso, as apresentações de dança já estão ensaiadas e esperamos que todos aproveitem bastante tudo o que acontecerá no sábado. Essa é uma festa feita especialmente para a família holambrense”, afirma.

Grupo Reviver também participará do arraiá
Na tarde dessa quinta-feira, dia 9, o Grupo Reviver participou do último ensaio para a apresentação de dança que realizará na Festa Junina das Escolas. Essa será a primeira vez que os integrantes participam da festividade. Ao som de músicas de quadrilha, mais de 20 idosos mostraram que idade não é problema quando se tem alegria e vontade de participar.

A integrante Antônia André comenta que a participação da terceira idade nas festas da cidade é muito importante, pois é um momento de recreação bastante produtivo. “É bastante importante que participemos das comemorações de Holambra. Nós somos idosos, mas isso não quer dizer que devemos parar de fazer o que gostamos”, explica. “Eu sempre trabalhei muito, não tinha tempo para me divertir. Hoje posso dizer que tenho oportunidades de aproveitar muito mais da vida”.

Para a presidente do Fundo Social, a primeira-dama Diva de Souza Godoy, o Grupo Reviver tem como principal objetivo promover união entre a terceira idade da cidade para que aproveitem, da melhor maneira possível, essa fase da vida. “Nosso papel como Grupo Reviver é integrar estes idosos à comunidade e fazer com que eles se sintam à vontade para participar do que quiserem. A idade, definitivamente, não é empecilho e é isso que queremos mostrar como grupo”, finaliza.

Matéria: Nathália Lima

  

Comentários