fbpx

Estado de São Paulo reduz latrocínios e vítimas de homicídio em abril

latrocinioNas cidades paulistas, roubos e furtos de veículos também diminuíram em abril, enquanto polícias estaduais bateram recorde de prisões e flagrantes de tráfico.

O Estado de São Paulo alcançou no mês passado redução nos crimes contra o patrimônio, como os latrocínios, roubos e furtos de veículo e manteve uma redução histórica no número de vítimas de homicídio doloso, diminuindo ainda mais a taxa de mortos por 100 mil habitantes.

No mês de abril, os latrocínios diminuíram 17,65%, com seis casos a menos. O número de ocorrências baixou de 34 para 28 registros, o menor total desde abril de 2010, quando aconteceram 18 roubos seguidos de morte. A quantidade de vítimas desse crime no mês passado também foi menor que em abril de 2015. O indicador recuou 8,82% e o número de mortos passou de 34 para 31, tendo sido poupadas três vidas apenas em latrocínios.

No primeiro quadrimestre, o número de roubos seguidos de morte diminuiu 12,61% (de 119 para 104 casos), ao mesmo tempo em que o total de vítimas recuou 9,17%, de 120 para 109, a menor quantidade desde 2010.

Roubos e furtos de veículos

Mais uma vez, os roubos de veículo diminuíram em todo o Estado de São Paulo. No quarto mês do ano, houve uma redução de 1,87% nos registros, que diminuíram de 6.577 para 6.454. O recuo de 123 casos levou ao menor número para o indicador desde abril de 2011.

No período acumulado deste ano, houve redução de 6,50% nos roubos de veículo, que caíram de 27.433 para 25.650 boletins de ocorrência. É o menor número também desde 2011.
Já os furtos de veículo diminuíram 1,12%, com 105 casos a menos no mês. O total baixou de 9.397 ocorrências, em abril do ano passado, para 9.292, no mesmo mês deste ano. Este também é o menor total da série histórica desde 2011. No primeiro quadrimestre, houve redução de 3,49%. O número de registros passou de 38.444 para 37.101, com 1.343 a menos, atingindo o menor total para o período desde 2012.

Roubos a banco e de carga

Os roubos a banco caíram novamente em São Paulo, com 5% a menos em abril deste ano ante o mesmo mês de 2015. O total baixou de 20 para 19 casos. No primeiro quadrimestre, a queda de 30,88% é mais representativa, o número de registros baixou de 68 para 47, chegando ao menor número para a série histórica desde 2002.

Os roubos de carga apresentaram aumento de 16 casos, ou 2,10%, em abril, chegando a 777 ocorrências. Entre janeiro e o mês passado, entretanto, há uma queda acumulada de 6,54% no ano, que registrou 2.929 roubos, ante 3.134 no mesmo período do ano passado.


Vítimas e casos de homicídio

O número de vítimas de homicídio doloso diminuiu 3,06% no Estado de São Paulo em abril. O número de pessoas mortas intencionalmente recuou de 359 em abril do ano passado para 348. Onze vidas foram poupadas, levando ao segundo menor número da série histórica, atrás apenas de 2008, quando 334 pessoas foram mortas.

No primeiro quadrimestre, a quantidade de mortos caiu 12,99%, passando de 1.455 para 1.266. Com isso, 189 pessoas deixaram de perder a vida e o Estado alcançou o menor índice desde o início da série histórica.

Com a redução no número, a taxa de vítimas de homicídio por 100 habitantes chegou a 8,70 nos últimos 12 meses de maio de 2015 a abril de 2016 e é a menor da série histórica. Ante o ano passado completo, que teve 9,2 mortos a cada grupo populacional, houve uma diminuição de 5,46% proporcionada pelos resultados obtidos em abril deste ano.
O número de casos de homicídio (nos quais pode haver mais de uma vítima) aumentou 1,83% no mês, com 333 casos, mas continua diminuindo no total acumulado de 2016. Entre janeiro e abril, houve redução de 11,11%, de 1.377 para 1.224, o menor número desde 2001. A taxa de casos continua sendo a mais baixa desde 2001 e, em abril, chegou a 8,31 homicídios a cada por 100 habitantes.

Roubos e furtos em geral

Os roubos em geral aumentaram 5,78% em abril, com 26.778 casos, e 4,55% no primeiro quadrimestre de 2016, que teve o registro de 107.468 ocorrências. Também os furtos sofreram elevação de 1,61% no mês passado, de 42.014 para 42.691, e 4,28% entre janeiro e abril, com 169.641 casos.
“Na semana que vem, vou me reunir com os comandantes das polícias para que possamos traçar estratégias de combate aos crimes”, disse o secretário da Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho. “Nosso objetivo é realizar operações constantes para diminuir os crimes. Com ações integradas, vamos conseguir sufocar o crime”, afirmou, durante entrevista em São Paulo.

Estupros

Em todo o Estado de São Paulo, os estupros aumentaram no mês e no ano. Em abril houve alta de 2,43%, passando de 742 para 760, 18 casos a mais. No quadrimestre o aumento foi de 2,47%, de 3.164 para 3.242. “Ontem (24), eu assinei uma resolução que cria um grupo de estudo com promotoras e membros das polícias, para que possamos reprimir os casos de violência doméstica, que estão muito ligados aos estupros”, anunciou o secretário.

 

  

Comentários