fbpx

FAJ apresenta diversas atrações culturais em comemoração ao 17º aniversário

O mês de maio está sendo de muita comemoração para os alunos da Faculdade de Jaguariúna – FAJ. Para celebrar os 17 anos de fundação da Instituição, a cada semana acontece uma nova atividade que visa proporcionar o melhor do entretenimento cultural aos estudantes. Apresentações artísticas de dança, música, cinema e artes circenses compõem a programação.

Na última quarta-feira, dia 18 de maio, a atração foi a companhia Balaio da Arte, grupo composto por professores e alunos de Educação Física da FAJ e Unicamp, que utiliza tecido acrobático, trapézio fixo e capoeira nas performances.

Segundo a participante do grupo Laís Marconato, a oportunidade de levar um projeto desse porte para um ambiente acadêmico é muito interessante, pois proporciona o conhecimento e contato com outras formas de cultura. “A experiência dessa apresentação foi encantadora. A estrutura proporcionada pela FAJ para a realização do evento, som e iluminação, bem como a organização tanto do local quanto do horário de realização, permitiu atingir uma grande quantidade de alunos, colaborando para alcançar os objetivos do projeto”, ressalta a aluna, que ainda agradece a todos os estudantes que prestigiaram.

As atividades culturais aconteceram durante todas as quartas-feiras desde o dia 27 de abril, quando a programação foi aberta com o concerto de música clássica do pianista Pedro Sperandio, que possui uma vasta experiência profissional e conhecimentos acadêmicos de nível internacional.

As festividades tiveram sequência no dia 4 de maio, quando os estudantes puderam desfrutar de um delicioso bolo em ambos os campis, com direito a fogos de artificio e dança. O bolo de 260 quilos foi feito pelos alunos do curso de Gastronomia. “Foram 48 horas de trabalho, com envolvimento de 25 alunos do 1º e 3º semestre do curso de gastronomia”, informa o coordenador do curso, professor Adriano Emídio.

Encerramento

Além de danças e músicas, no dia 11 de maio os alunos puderam assistir ao filme Tempos Modernos do icônico Charlie Chaplin, que foi exibido, de forma simultânea, em diferentes partes dos campi da FAJ. A exibição causou curiosidade nos estudantes, que sentaram nos gramados e bancos espalhados pela Intuição para assistirem à obra.

Para fechar as comemorações com chave de ouro, no dia 25 de maio, a Faculdade de Jaguariúna programa um grande encerramento. Além das festividades surpresas do último dia, se encerra na última quarta-feira do mês as indicações para o nome do novo projeto cultural da FAJ. Os interessados podem acessar o link e se tornar o criador do nome do que promete ser um dos maiores projetos culturais da Instituição.

Crescimento

O diretor Flávio Fernandes Pacetta aproveitou as festividades para relembrar os primórdios da faculdade que começou pequena, mas contou com planos avançados e bem elaborados de profissionais que queriam uma educação de qualidade. “Há 25 anos, oito antes da inauguração, já havia professores e pessoas envolvidas com a educação de qualidade que queriam montar uma instituição diferenciada”, relata. Ele destaca também o grande esforço que os fundadores tiveram em investimento, infraestrutura e professores gabaritados.

Para o Prof. Ricardo Tannus, diretor geral do Grupo Polis (FAJ e Faculdade Max Planck), o êxito nesses 17 anos foi alcançado porque a FAJ representa, para muitas pessoas, a oportunidade real de qualificação para o mercado de trabalho. “Aqui as pessoas têm as opções dentro dos projetos pedagógicos de vivenciar uma realidade, a necessidade do mercado e a estabilidade emocional e técnica dos empregos”, afirma. “A empregabilidade nesse próximo século estará ligada a quem souber trabalhar em equipe, tiver humildade e conhecimento técnico. Se não se apoiar nesse tripé, não vai trabalhar”, defende Tannus.

Matéria: Lucas Dal’Bó

  

Comentários