fbpx

Forte chuva causa estragos em Jaguariúna

Na terça-feira, dia 24 de janeiro, uma forte chuva atingiu Jaguariúna e causou transtorno e prejuízo para comerciantes e moradores jaguariunenses. A água invadiu lojas, restaurantes e casas em diversos pontos da cidade, carros ficaram quase submersos e uma notificação de deslizamento foi registrada, como conta o diretor da Defesa Civil, Wilson Moreira de Santana.

“Até o momento foram registrados um deslizamento de terra que provocou a queda de cerca de 40 metros do muro no condomínio Paulista, no bairro Mauá I. Dentro do mesmo condomínio uma casa foi atingida pelo deslizamento de um barranco e teve que ser interditada”, afirmou. Os moradores foram retirados do local e hospedados num hotel no centro da cidade.

A chuva também provocou a interdição de três casas na Vila Guilherme como medida preventiva. Os imóveis foram invadidos pela água e muitos pertences tiveram que ser retirados. Também foram registrados pontos de alagamentos em três locais da região central e o estado de alerta está mantido. Os rios seguem sendo monitorados e a situação, por enquanto, é considerada sob controle, mas o alerta à população permanece.

Na quarta-feira, dia 25, Gustavo Reis acompanhou o trabalho realizado no município e, segundo o mesmo, prestou apoio e solidariedade às famílias atingidas. O prefeito ainda garantiu que a Defesa Civil auxiliará os moradores da melhor forma para amenizar a situação, conforme cada caso. A Defesa Civil e os Bombeiros municipais podem ser acionados pelos telefones 3867-4229 e 3867-2920.

Cuidados

A Defesa Civil do município disponibilizou para o Jornal de Jaguariúna as medidas de precauções que deverão ser tomadas de agora em diante.

Plano de ações

De imediato, se houver vítimas, socorrê-las. Retirar pessoas e animais das áreas atingidas, isolar e interditar o local para evitar que a situação se agrave ainda mais.

Para auxiliar as vítimas, se for necessário, a Defesa Civil conta também com o apoio da Secretaria de Promoção Social, Secretaria de Obras, Secretaria de Esportes e com a autorização do prefeito para atender ao que estão desalojados ou desabrigados diuturnamente.

Para prevenir

Limpar ralos e bueiros; verificar se existe algum tipo de material que possa entupir as galerias pluviais, pois quando o volume da chuva é grande, forma-se enxurrada e todo tipo de material é arrastado para os córregos e galerias, o que faz a água subir rapidamente formando piscinões. Dessa forma, o peso da água e o solo molhado fazem com que os muros fiquem propensos a estourar.

 

  

Comentários