GCM pede apoio a PM para conter aglomeração em alguns pontos da cidade

Nesta segunda-feira, 14, o comandante da Guarda Civil Municipal – GCM, Claudemir Adorno da Costa, solicitou apoio da Polícia Militar nos trabalhos que a GCM tem realizado aos finais de semana em pontos de encontro da cidade.

Nas Avenidas Júlio Xavier da Silva, no Parque Cidade Nova, e Mogi Mirim, na altura do Jardim Planalto Verde.

“Eu vou procurar agendar uma reunião com o comando da PM e ver a possibilidade de fazer uma operação em conjunto porque está sobrecarregando muito o serviço da Guarda Civil. Não estamos conseguindo atender outras solicitações simultâneas”, informou Adorno.

O comandante também lamentou que os frequentadores dos points da cidade, em sua maioria jovens, não estão tendo consciência de que agora, neste período de pandemia, as aglomerações são proibidas. “Infelizmente não há consciência e a Guarda Civil tem que agir de forma mais enérgica”, pontuou.

A respeito do episódio ocorrido no último domingo, 13, o qual vídeos exibidos nas redes sociais mostram o momento em que adolescente fogem da GCM e barulhos semelhantes a tiros são ouvidos. Adorno esclareceu que os quatro adolescentes fugiram da viatura de Romu -Ronda Ostensiva Municipal assim que chegou ao local para acabar com a aglomeração.

Os quatro foram detidos, encaminhados para a delegacia e depois liberados aos seus responsáveis. Já o carro usado por eles, um VW/ cinza, foi apreendido. “Não houve uso de tiro de borracha, o que acontece é que muitas motos emitem sons parecidos. Porém a GCM está preparada para agir de forma mais enérgica caso seja preciso, lembrando que os tiros de munições não letais são dados para o alto ou no chão”, ressaltou o comandante

  

Comentários