Grande colheita marca encerramento do Projeto Horta Escolar

Mais de 200 crianças, com idade entre 03 e 06 anos, tiveram a oportunidade de aprender novos conceitos sobre hortaliças e alimentação saudável, através da implantação do Projeto Horta Escolar na Escola Municipal de Educação Básica (EMEB) Dona Jenny Rossi Rogge, de Cosmópolis. As atividades tiveram início no dia 21 de setembro e foram encerradas na segunda-feira, 02 de outubro, com uma grande colheita.

Realizado pela Associação Fábrica de Saúde, Esporte e Cultura, em parceria com a Stoller, o projeto tem o objetivo de proporcionar o comprometimento da comunidade escolar na geração de conhecimentos práticos para a produção de alimentos saudáveis.

Todos os alunos tiveram participação nas etapas do processo de implantação de uma horta, que vão desde o preparo da terra até a colheita. Para a professora Raissa Fermino Escodeiro, a nova vivência foi muito enriquecedora não só para os alunos, mas também para toda a comunidade escolar.

“O projeto na escola trouxe vida, sabor e exemplificou de maneira concreta, além de lúdica, a necessidade de plantar, cuidar, regar e colher. Aprendemos sobre atos que fazem bem à saúde, incluindo valores éticos, sociais e morais. Nossas crianças vibram a cada novidade, a cada acontecimento trazido dentro dos berços verdurescos e leguminosos”, afirmou.

As hortaliças plantadas pelas crianças foram beterraba, cenoura, chicória, tomate, pepino, espinafre, rúcula, alface e rabanete. O encerramento do projeto foi marcado pela colheita das hortaliças pelos alunos. De acordo com a coordenadora da escola, Janaina Jorge, vários pratos serão preparados com os alimentos da horta.

Segundo Bruno Wellington, presidente da Associação Fábrica de Saúde, Esporte e Cultura, a meta é ampliar o projeto para outras escolas. “Queremos difundir entre as crianças o conceito práticas saudáveis, além do respeito e valorização do meio ambiente”, afirmou

Durante a execução do Projeto, as crianças também assistiram a vídeos com temas relacionados ao Projeto e participaram de rodas de conversas, contação de histórias e exercícios práticos na natureza, como observação, comparação, análise e reflexão.

  

Comentários