Holambra bate Guarani e leva título do sub-15 na Copinha

A equipe holambrense sub-15 assegurou o título da Copa Holambra de Futebol de Base ao bater por 1 a 0 o Guarani nesse sábado, 20 de janeiro, no Estádio Municipal Zeno Capato. Autor do gol da vitória, Eduardo Simioni Sisti ficou com a artilharia da categoria, para atletas nascidos em 2002. Gabriel Chichem, também de Holambra, foi o goleiro menos vazado.

Além da taça entre os jogadores mais velhos da competição, a cidade sede dos jogos ficou com a segunda colocação do também sub-15 para atletas nascidos em 2003. Depois de um empate no tempo regulamentar em outro embate com os bugrinos de Campinas, Holambra perdeu por 4 a 1 nos pênaltis e ficou com a prata.

As finais da Copinha foram disputadas ao longo de toda a manhã de sábado diante de arquibancada cheia, com mais de 600 torcedores. Extremamente competitivas, três das quatro decisões foram desempatadas nas cobranças, após o apito final do juiz.

Na categoria sub-13, o América de Rio das Pedras conquistou o título diante do Cecojam, de Campinas, por 4 a 3 nos pênaltis. A artilharia da categoria ficou com o jogador Fabricio da Silva, do Cecojam, e a defesa menos vazada com Lucas Macedo, do América.

Corinthians de Campinas e Bom de Bola, de Sumaré, decidiram a categoria sub-11. O Timão levou a melhor, também nas cobranças, por 5 a 4. Lucas Ferreira de Souza, capitão da equipe do Corinthians e artilheiro da competição, explica que participou da Copinha pela primeira vez e espera voltar mais vezes.

“O Estádio aqui é ótimo, tem uma estrutura muito boa. Fiz vários amigos e ano que vem espero estar aqui de novo”, disse. “Foi uma surpresa o resultado. Mas confesso que treinei muito pra isso. Meu pai me leva para todos os campeonatos e me motiva muito a seguir esse sonho”.

O pai do jogador, Aparecido Ferreira de Souza, ressaltou que a comunidade de Holambra é muito receptiva e se orgulha ao falar do filho. “O Lucas começou a jogar aos cinco anos de idade e foi evoluindo cada vez mais. Esse é um sonho que temos em comum e nos divertimos juntos”, conta.

Para o diretor municipal de Esportes, José Roberto Maganha Junior, o principal objetivo da Copinha foi alcançado. “Buscamos despertar a competitividade de forma saudável, incentivar a integração das crianças e a dedicação ao esporte. Acho que atingimos o resultado”, disse.

Sobre o desempenho de Holambra, Junior destaca as campanhas do sub-15, mas lembra que nem só de vitórias vive o esporte. “A cidade estava presente em duas das quatro finais. Venceu uma delas. São conquistas importantes. Mas a participação de todos os atletas, a dedicação e a entrega deles em campo, esse é o maior título que poderíamos esperar”, disse. “Estou muito orgulhoso do comportamento das nossas equipes de base. Souberam jogar, souberam vencer e perder, sempre com garra”.

Matéria: ASCOM

  

Comentários