INDSAT aponta que três em cada quatro moradores de Jaguariúna aprovam o trabalho da Câmara Municipal

A Câmara Municipal de Jaguariúna é avaliada de maneira positiva por três em cada quatro moradores a cidade. Os dados constam na última pesquisa realizada pelo Indsat, referente ao segundo trimestre de 2019. No ranking da Região Metropolitana de Campinas (RMC), o Poder Legislativo de Jaguariúna ocupa a 2ª colocação, com 622 pontos, através apenas de Indaiatuba, com 703 pontos.

Segundo a pesquisa, 42% da população avaliam o trabalho da Câmara Municipal como ótimo. Outros 33% dizem que é bom. A porcentagem de jaguariunenses que apontam como regular é de 5%. Os que avaliam como ruim somam 12% e outros 8% apontaram a avaliação como péssima.

O presidente da Câmara Municipal, Walter Tozzi, comemorou os números, mas afirmou que o trabalho nunca pode parar. “Vejo com muita satisfação que 75% da população de Jaguariúna aprova as ações desenvolvidas por esta casa. Somos destaques em uma região que engloba 20 cidades, muitas delas de grande porte. Isso prova que estamos no caminho certo”, disse.

Além de Indaiatuba e Jaguariúna, as outras cidades que compõem o ranking das principais avaliações do Poder Legislativo, segundo o Indsat, são Nova Odessa (620), Vinhedo (597), Americana (591) e Santa Bárbara d´Oeste (586). Na comparação com o primeiro trimestre, Jaguariúna subiu da 6ª posição para a vice-liderança, conquistando mais 32 pontos.

Mantendo a tendência que já dura dois anos, a Câmara de Jaguariúna alcançou avaliação positiva maior que a média de toda a RMC. Nos primeiros três meses de ano, Jaguariúna teve 588 pontos, ante 573 da média regional. Já no levantamento de abril, maio e junho, foram 622 pontos do Poder Legislativo local contra 572 da Região Metropolitana de Campinas.

Para Tozzi, algumas ações desenvolvidas a partir de janeiro deste ano, quando a nova Mesa Diretora encabeçada por ele tomou posse, geraram as avaliações positivas. “Implantamos o Projeto Câmara Cidadania, que visa abrir as portas desta casa para a comunidade, através de palestras e eventos com temas de real interesse público. Também criamos, com o apoio dos nobres colegas, o Conselho de Ética e a Ouvidoria, primando pela transparência acima de tudo”, lembra.

As mulheres avaliam a Câmara de forma mais positiva, com percentual de 42% de ótimo/bom, contra 34% dos homens. Com relação à faixa etária, os mais jovens (16 a 30 anos) classificaram melhor o trabalho dos vereadores jaguariunenses, somando 49% de ótimo ou bom. Aqueles com idades entre 31 e 50 anos apontaram em 37% o trabalho de forma positiva, índice que foi de 34% entre aqueles com mais de 50 anos.

“Claro que não as gestões anteriores contribuíram para essa boa imagem de nossa Câmara Municipal junto à população, mas me orgulho em colher os frutos de um trabalho sério que está sendo desenvolvido em apenas seis meses. Agradeço à população pela confiança e conto com todos para crescermos ainda mais”, conclui Tozzi.

 


Comentários