Jaguariúna comemora a melhor colocação de sua história no Ranking Ambiental do estado

Jaguariúna obteve nota 85,39 no Ranking Ambiental 2017 do Estado de São Paulo e fecha o ano com uma conquista inédita no setor ambiental. O município comemora a 21ª colocação, a melhor de sua história entre os que concorrem ao certificado do Selo VerdeAzul. De acordo com o Departamento de Agropecuária e Meio Ambiente (Dama), é o sétimo ano seguido que a cidade recebe a certificação.

Além disso, o município também integra a elite da Região Metropolitana de Campinas (RMC) na questão ambiental, onde aparece no 4º lugar entre as 20 cidades que a compõem. Conforme os critérios do Programa Município VerdeAzul (PMVA), 48 municípios paulistas conseguiram atingir nota superior a 80 pontos e receberão o certificado.

O anúncio oficial foi feito nesta quarta-feira, 13, pelo vice-governador Márcio França durante a comemoração de 10 anos do Programa Município VerdeAzul (PMVA). A cerimônia foi no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo estadual, em São Paulo.

O ranqueamento é o resultado da avaliação técnica das informações fornecidas pelos municípios. Trata-se de critérios pré-estabelecidos de medição da eficácia das ações executadas. O certificado reconhece a boa gestão ambiental municipal e garante às prefeituras premiadas a prioridade na captação de recursos do Fundo Estadual de Prevenção e Controle da Poluição (FECOP).

Verba liberada

Na premiação realizada nesta quarta-feira, por conta dos resultados positivos obtidos ao longo do ano no PMVA, Jaguariúna foi contemplada com um recurso de R$ 150 mil liberado pelo FECOP, dinheiro que, conforme a Prefeitura, será aplicado na aquisição de um caminhão para a coleta seletiva na cidade.

Em 2017 houve novidades para os municípios que aderiram ao PMVA, com duas pré-certificações, que aconteceram em junho e setembro, além da participação nos encontros do Ambiente Móvel. Durante a cerimônia o vice-governador destacou que São Paulo é um Estado referência na área ambiental. “Mesmo sendo um território pequeno, perto de alguns estados brasileiros, temos quase 20% de mata nativa em solo paulista”, disse Márcio França.

O primeiro Ranking Ambiental do PMVA foi anunciado em 2008, com a certificação de 44 municípios. O último foi feito em 2016 e certificou 78 municípios. Conforme o governo estadual, o Programa Município VerdeAzul também é reconhecido fora do país e se tornou referência para a Comunidade Europeia.

Premiação

A premiação de Jaguariúna já era esperada, pois o município já havia sido pré-certificado devido às comprovadas boas práticas de preservação ao meio ambiente, e deixou satisfeito o prefeito Gustavo Reis.

“Sempre buscamos o melhor para Jaguariúna, e receber o Selo VerdeAzul mostra que cuidamos com carinho de nossa cidade, pois temos rios e matas nativas a serem preservados em meio ao progresso que queremos e à qualidade de vida que oferecemos à população. Todos os envolvidos nessa conquista estão de parabéns”, disse o prefeito.

Além dos 48 municípios classificados, foram destacadas as cidades com melhor desempenho em suas regiões, que receberam o Prêmio Interlocutor e Interlocutor Suplente Articulado 2017, que incluiu Jaguariúna e foi entregue na cerimônia à Interlocutora Suplente Aline Granghelli Catão, Chefe de Divisão de Reciclagem no Dama (foto principal).

O que é o Programa

Lançado em 2007 pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente, o Programa Município VerdeAzul – PMVA tem o inovador propósito de medir e apoiar a eficiência da gestão ambiental com a descentralização e valorização da agenda ambiental nos municípios.

Assim, o principal objetivo do PMVA é estimular e auxiliar as prefeituras paulistas na elaboração e execução de suas políticas públicas estratégicas para o desenvolvimento sustentável do Estado.

As ações compõem as dez diretivas norteadoras da agenda ambiental local e abrangem vários temas estratégicos para a preservação do meio ambiente. A equipe técnica do PMVA oferece capacitação técnica aos interlocutores indicados pela municipalidade. E ao fim de cada ciclo publica o “Ranking Ambiental dos municípios paulistas”.

Matéria: ASCOM/Fotos: Samuel Oliveira/PMJ

  

Comentários