Jaguariúna mostra sua “Patrulha Maria da Penha” no 1° Encontro de Guardas Municipais Femininas

No mundo de hoje, onde as mudanças são constantes, o papel da mulher vai muito além da dupla jornada que nossa sociedade conhece muito bem, pois envolve as obrigações que muitas mulheres têm no trabalho e no lar, no caso das que são mães e também donas de casa.

Essas e outras questões como a implantação de políticas específicas para as mulheres, além de debater temas como empoderamento feminino e o papel da mulher nas Polícias Municipais – as antigas Guardas Municipais em muitas cidades – foram discutidas no 1° Encontro de Guardas Municipais Femininas do Estado de São Paulo, ocorrido em 30 de novembro passado em Embu das Artes, município que faz parte da Grande São Paulo, a região metropolitana em torno da capital paulista.

A Polícia Municipal de Jaguariúna foi representada pelas Policiais Municipais Cleide, Elaine, Priscila e Roberta, que tiveram a oportunidade de expor às demais corporações o trabalho desenvolvido por meio do “Programa Patrulha Maria da Penha”, implantado em 2017 na gestão do prefeito Gustavo Reis.

O encontro reuniu representes das corporações de 64 municípios paulistas e de outros estados como Rio de Janeiro, Paraná, Minas Gerais e Alagoas, somando mais de 400 guardas municipais femininas. Vale lembrar que em muitas cidades a Guarda Municipal continua com essa nomenclatura, enquanto que em outras, como Jaguariúna, por exemplo, a corporação se tornou Polícia Municipal após aprovação de lei enviada pela Prefeitura à Câmara Municipal.

Conforme a programação do 1° Encontro de Guardas Municipais Femininas do Estado de São Paulo, também aconteceram palestras sobre família e maternidade, comunidade e projetos sociais, saúde física, saúde mental e ascensão na carreira, ministradas por guardas municipais femininas de diversas localidades, incluindo delegadas da Polícia Civil e médicas.

Nas fotos da galeria abaixo, o registro da participação das policiais municipais de Jaguariúna e os momentos de descontração com as colegas de farda de outros municípios.

  

Comentários