Jorge Batista lança a música “Dá um tempo”

O cantor e compositor Jorge Batista lançou, neste mês de maio, nas principais plataformas de distribuição digital a música “Dá um tempo”. A faixa, que faz parte do segundo EP da carreira do artista, é uma composição de Joel. A produção musical ficou a cargo de Helder Melo.

Plataformas digitais:

https://linktr.ee/Jorgebatistaofc

JORGE BATISTA

Natural de Fazenda Tupim, localizada na cidade de Biqueira, sertão do Estado da Bahia, o cantor e compositor Jorge Batista, foi criado em uma família humilde, mas, recheada de amor e carinho. Teve oito irmãos, três homens e cinco mulheres, sendo que três deles morreram quando ainda eram bebês. Nem mesmo as dores de uma vida difícil e dolorida por conta de tantas perdas foi capaz de tirar a sua alegria de criança.

Jorge, passava o dia brincando no quintal de sua casa. Sem brinquedos, improvisava latas de óleos e cordas de nylon para fazer delas o seu violão. Seu irmão, Agnaldo, trabalhava na roça, e sempre quando cantava músicas do Amado Batista, era prenúncio de que o tempo iria virar para chuva, sinal de que o ano seria próspero e a certeza de uma boa safra, o que garantiria o sustento da família.

Em busca de uma oportunidade melhor, seu irmão Agnaldo se mudou para a cidade de São Paulo. Pouco depois, Jorge ainda criança, também foi para a capital paulista. Um dia, seu irmão, achou no lixo um violão. Ele sonhava em aprender a tocar o instrumento, pois queria cantar e tocar as músicas de seu ídolo, Amado Batista. Jorge, não conseguiu se matricular em nenhuma escola. Seu pai resolveu buscá-lo para viver novamente na Bahia.

Ao retornar, durante a viagem, Jorge chorava muito, e seu pai, sem entender, pensava que ele chorava por não querer voltar. Mas, a verdade seria dita por Jorge, apenas quando ele chegou. Ele chorava porque queria o violão que o seu irmão havia achado no lixo. Seis meses depois, seu pai foi até São Paulo e trouxe o violão. Assim que seu pai retornou, ele montou em um jumentinho e foi com o violão, todo feliz, até a casa de seu primo para que ele pudesse ensiná-lo a tocar o instrumento.

Aos 11 anos de idade, Jorge voltou definitivamente para São Paulo. Influenciado, principalmente pelo o seu irmão, também se tornou fã incondicional de Amado Batista, pelo o seu talento, humildade e exemplo de vida. Foram várias as tentativas de uma aproximação ou algum contato que fizesse conhecer sua principal referência artística, até então, sem êxito.

Sua paixão é tanta pelo o artista, que quando jovem chegou a comprar cinco televisões para ficar ligada, simultaneamente, no mesmo programa de televisão, para dar maior audiência enquanto Amado Batista se apresentava. Jorge tem duas filhas, Lorena e Laryssa. O nome Lorena foi escolhido em homenagem à Amado Batista, já que ele tem uma filha com o mesmo nome.

O tempo foi passando e Jorge começou a cantar em bares e festas populares tanto no Estado da Bahia, onde moram seus familiares, quanto na cidade de São Paulo – onde reside atualmente. Em 2004, como forma de agradecer à Deus, por suas conquistas na vida, gravou seu primeiro trabalho profissional. Trata-se de um disco gospel, intitulado “Deus”, que contou com 10 faixas. Logo depois, regravou a música “Pobretão” do seu grande ídolo, Amado Batista. Foi nesta época que Jorge passou a adotar o nome artístico de “Jorge Batista”, em referência ao seu grande inspirador artístico.

Com direcionamento de carreira, em 2019 gravou seu primeiro EP, com quatro faixas. Aylan Samples é quem assinou a produção musical. Neste projeto, destacou-se a música “Sonho com Amado Batista”. Em 2021, com a produção musical de Helder Melo, Jorge Batista lançou, o segundo EP da carreira, com quatro faixas. O single “Fantasia” vem se destacando nas plataformas digitais e já ultrapassou a marca de 100 mil players. Com 18 anos de estrada, entusiasmado e cheio de planos, Jorge Batista quer levar o seu trabalho, em forma de música, alegria e amor, para todos os lugares do Brasil.

  

Comentários