Lucas Brito conquista medalha de bronze no Sul Americano de Judô

Após 5 anos de seu início no Judô, Lucas Brito viajou quase 6 mil quilômetros para chegar em Cuenca no Equador, onde disputou o Campeonato mais importante de sua breve carreira: o Sul Americano Sub 18 de Judô.

Realizado pela Confederação Sulamericana de Judô, o Campeonato Sul Americano sub 18 e sub 21 aconteceu entre os dias 17 e 20 de agosto, no Centro de Convenções Mall Dell Rio. A Seleção Brasileira, liderada pela Técnica Andrea Berti, foi composta por 25 atletas de vários estados do Brasil.

Dentre eles Lucas Brito, nogueirense de 17 anos que conquistou a vaga por ser o 2º colocado no Ranking Nacional de sua categoria: Sub 18 pesado. “Com o objetivo de lapidar talentos e acompanhar os jovens judocas da base ate a categoria adulta, a Confederação Brasileira de Judô trabalha em cima de um Ranqueamento gerado ano a ano. Através desse Ranqueamento a CBJ consegue dar subsídios e favorecer vivencias competitivas Internacionais, de forma que esse atleta chegue a categoria adulta apto para conquistar medalhas em Olimpíadas e Mundiais”, explica o Professor Rodolpho Lavoura.

Para chegar ao Sul Americano, Lucas Brito foi vice Campeão da Seletiva Nacional, Vice Campeão do Meeting de Base, Campeão da Copa São Paulo, Vice Campeão Paulista, Vice Campeão World Combat Games Nacional,Vice Campeão Brasileiro e Campeão Paulista Estudantil.

Logo no inicio a frustração: derrota para o Equatoriano por penalização. “Um grande equivoco por parte da arbitragem. Mais faz parte do esporte”, comenta o professor que acompanhou as lutas ao vivo. Na seqüência venceu todas as lutas da repescagem por Ippon (pontuação Máxima). Na disputa da medalha de bronze não deu chances ao adversário do Chile. Ippon em poucos segundos garantindo o primeiro pódio Internacional da carreira de Brito.

“Vim pra ser campeão. Estava preparado para isso. Infelizmente fui penalizado na primeira luta e o ouro não veio. Ainda não entendi o que aconteceu, mais vou me reunir com meus técnicos para entender. Depois da derrota o bronze tornou-se uma obrigação para mim”, comenta Lucas Brito, que aproveita para agradecer: “Queria agradecera Familia Judo Artur Nogueira e a equipe de Futsal do Prof. Vagner Catão, que cansaram de vender pizzas para oportunizar minha viagem. Agradeço minha família que tanto amo, pois sem eles não seria quem eu sou. E por ultimo, agradeço aos meus professores e técnicos que juntos, construíram o Lucas Judoca”.

A caminhada de Lucas Brito não foi fácil. Ainda sem patrocinador, a viagem foi toda custeada pela família, amigos e por ações sociais dos alunos do Projeto Judô Esporte Social. “Ao todo arrecadamos 6.000,00. Agradeço a todos que sonharam conosco e transformaram esse sonho numa linda conquista para nosso Judô. Essa medalha é um pouquinho de cada um”, conclui o Professor.

Lucas Brito ainda disputara a Final dos Brasileiro Estudantil em Brasília, o Campeonato Paulista por Faixas, Torneio Beneméritos e encerra o ano na Seletiva Nacional na Bahia.

A Seleção Brasileira conquistou 16 medalhas no total: 5 ouros, 5 pratas e 6 Bronzes, ficando com a primeira colocação na classificação geral.

  

Comentários