Mostra de curtas abre a programação em Campinas do Festival de Cinema Latino-Americano

Entre as produções, destaque para “Roda Viva Roda Brasil”, uma produção de cinco minutos inspirada na música de Chico Buarque, dirigido por Isabella Ricchiero e produzido na Unicamp

A exibição de seis curtas-metragens e de um clássico do cinema brasileiro nesta sexta-feira, 26/07, a partir das 17h, abre a programação, em Campinas, do Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo, que em 2019 chega à sua 14ª edição – a terceira com sessões gratuitas na Sala Umuarama do Instituto CPFL.

Entre os curtas da primeira sessão está “Roda Viva Roda Brasil”, uma produção de cinco minutos dirigido por Isabella Ricchiero e produzido na Unicamp. O curta atualiza para o cenário de 2018 a música “Roda Viva”, composta por Chico Buarque durante a ditadura militar brasileira.

Na sequência, às 19h, será exibido o longa “Ganga Zumba”, de Carlos Diegues. O filme, finalizado em 1964, se passa no Nordeste brasileiro, entre os séculos 16 e 17, e conta a história do jovem Ganga Zumba (interpretado pelo ator Antônio Pitanga), futuro líder do Quilombo dos Palmares, uma comunidade de negros fugidos da escravidão, na Serra da Barriga. A obra foi selecionada para a Semana da Crítica do Festival de Cannes.

Até sexta-feira, 28/07, o público pode conferir o trabalho de cineastas contemporâneos de México, Argentina, Equador, Costa Rica, Cuba, Colômbia e Porto Rico, além dos mais recentes filmes das brasileiras Alice Riff e Tata Amaral, dois nomes de destaque no circuito nacional.

Com o apoio do Instituto CPFL, o Festival de Cinema Latino-Americano é o mais importante evento feito no país dedicado à cinematografia da América Latina e do Caribe.

A iniciativa busca, além da formação de público, promover o encontro de profissionais do meio cinematográfico, como produtores, diretores, professores, estudantes e interessadas em discutir os caminhos do cinema e do audiovisual.

A curadoria e direção do festival são de Jurandir Müller e Francisco Cesar Filho, responsáveis pelo projeto Cinema e Reflexão do Cine CPFL.

“Premiada e reconhecida mundo afora, a produção audiovisual brasileira tem sido cada vez mais importante para entender nosso lugar no mundo atual. Todos os anos, centenas de produções chegam às telas do cinema e do streaming pelas mãos de jovens e veteranos realizadores dispostos a pensar o contemporâneo e fazer, com imagens em movimento, o registro de sua época. O Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo, que temos o prazer de apresentar e receber em nossa sede, em Campinas, pelo terceiro ano seguido, nos ajuda a dimensionar como nossa produção dialoga com nossos vizinhos de língua espanhola, quais as nossas sintonias e nossas particularidades”, diz o diretor-superintendente do Instituto CPFL, Mário Mazzilli.

“Essa parceria reforça a vocação do Instituto CPFL como agente da produção do audiovisual brasileiro, um trabalho iniciado em 2003 que hoje forma um grande acervo de debates, encontros e saberes compartilhados em nossa sede e em nossas redes sociais ao longo desses 16 anos de atividades”, completa.

Confira a programação:

26/07 | sex | 17h00

mostra de curtas-metragens

o último romântico, de natalia garcía agraz (méxico, 2018, 13min, livre)

aurora, de enzo melgarejo, juan pablo labonia e tomas kogan (argentina, 2018, 13 min, livre)

desprender, de záfiro ortega (equador, 2018, 11 min, livre)

até o amanhecer chegar, de aarón acuña (costa rica, 2018, 30 min, livre)

os tempos de antes, de metzli paulina ibarra e karla lomax (méxico, 2018, 12 min, livre)

roda viva roda brasil, de isabella ricchiero (brasil, 2018, 5 min, livre)

26/07 |sex | 19h

ganga zumba, de carlos diegues (brasil, 1964, 110min)

27/07 | sábado | 17h

a música das esferas, de marcel beltrán (cuba, 2018, 82 min, livre)

Trailer https://vimeo.com/262732970

27/07 | sábado | 19h

sequestro relâmpago, de tata amaral (brasil, 2018, 85min, 12 anos)

Trailer https://www.youtube.com/watch?v=jeAlJXk6b-I&t

28/07 | domingo | 15h

recompor, de patricia ayala ruiz (colômbia, 2018, 52 min, livre)

https://vimeo.com/283200169

cartas de amor para uma ícone, de gisela rosario ramos (porto rico, 2018, 54 min, livre)

Trailer: https://drive.google.com/file/d/1y5pD9Ake9uVbXHfqXgYGBNQf5TaCbd-Z/view?usp=sharing

28/07 | dom | 17h

platamama, de alice riff (brasil, 2018, 82 min, livre)

Trailer: https://vimeo.com/243755617

Mais informações em http://www.institutocpfl.org.br/

 


Comentários