Munhoz e Jacob viabilizam R$11 milhões para construção da Barragem de Duas Pontes

Na manhã de quarta-feira, dia 20 de setembro, o prefeito de Amparo, Luiz Oscar Vitale Jacob e o deputado estadual, Barros Munhoz estiveram no DAEE – Departamento de Águas e Esgoto, com o diretor Superintendente Ricardo Daruiz Borsari.

Na reunião, ambos cobraram providências do DAEE no sentido de viabilizar a ação mais importante para viabilizar e regularizar a questão do esgoto em Amparo. Os benefícios estão estimados em R$11 milhões.

Jacob, acompanhado da superintendente do SAAE – Serviço Autônomo de Água e Esgoto, Laura Petri Geraldino e dos secretários de Administração, Vicente Mário Martini Auler e de Desenvolvimento Urbano, Paulo Righetti Marinho defenderam os benefícios para a população de Amparo.

“Nosso trabalho é incansável por melhorias para a nossa população. O deputado Barros Munhoz tem nos ajudado neste sentido e hoje tivemos essa reunião que foi muito profícua. Vamos dar continuidade para que o nosso povo seja beneficiado com essas melhorias”, disse o prefeito Jacob.

Na reunião de trabalho, a Prefeitura apresentou projetos que trataram sobre a readequação da ETE de Amparo – Estação de Tratamento de Esgotos Piero Fioravanti e dos Interceptores ao longo do Rio Camanducaia

Será realizado projeto e execução das obras da segunda fase da ETE, constituída de Adensadores de Lodo, Centrífugas e Tubulações de Retorno das Centrífugas, além de correção do retorno de efluentes dos decantadores para as lagoas.

Para atender aos padrões de qualidade necessários para a barragem, será projetado e executado o Tratamento Terciário, (remoção de Fósforo e Nitrogênio) do Efluente.

Além disso serão executados os seguintes projetos e obras ao longo do interceptor: prolongamento do interceptor em alguns trechos, de cinco quilômetros, aproximadamente; execução de Estações Elevatórias e linhas de recalque em alguns trechos; refazer trechos do interceptor com problemas de declividade e infiltração ao longo dos 13 quilômetros de extensão e implantacão  de 60  poços de monitoramento ao longo do Interceptor. O valor estimado é de R$ 8 milhões.

Além disso, as autoridades solicitaram a construção de uma adutora de água, para captar água bruta da represa a ser construída com a Barragem de Duas Pontes, para suprir e regularizar o abastecimento de água no Município.  O valor estimado é de R$ 3 milhões.

Matéria: Moisés de Camargo

  

Comentários