Museu de História Natural é contemplado com projeto do ProAC

O Museu de História Natural ‘Hortêncio Pereira da Silva Júnior’ foi contemplado com uma verba de R$30 mil do ProAC de Difusão e Preservação de Acervos Museológicos (Edital nº 18/2017). A lista dos contemplados foi divulgada na quarta-feira, dia 29 de agosto, pela Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, por meio do Sistema Estadual de Museus (SISEM-SP). Esse é a primeira vez que um dos museus itapirenses é contemplado com um ProAC.

Este ano, 75% dos projetos contemplados são do Interior e do Litoral. Os 103 inscritos foram analisados por uma comissão formada por especialistas do setor. Os escolhidos devem obrigatoriamente oferecer contrapartidas, na forma, por exemplo, de exibições a preços populares ou gratuitas.

O Projeto Kits Pedagógicos do Museu de História Natural de Itapira tem como objetivo a construção de novos jogos pedagógicos que auxiliam o trabalho educativo realizado no próprio museu ou nas escolas, através de empréstimo das peças. A meta é de levantar 60 itens que poderão ser agregados em diferentes kits. “Hoje temos apenas dois kits prontos: aves e dengue. Com essa contemplação podemos ampliar esse número e, assim, conseguir atender melhor a demanda das escolas, que trabalham assuntos específicos em sala de aula e nos procuram para uma aula prática para complementação, que pode ser realizada aqui mesmo no museu ou em sala de aula, através de empréstimo”, explicou o taxidermista José Carlos Simão Cardoso Júnior.

O Museu de História Natural de Itapira foi o único da região contemplado. Além dele, um outro projeto referente à Casa Menotti Del Picchia também havia sido inscrito no edital nº 19/2017 (Preservação de Acervos Museológicos), mas não foi selecionado. “Para nós é motivo de comemoração que dos dois projetos inscritos um tenha sido selecionado. Além de valorizar o acervo do Museu de História Natural, esse prêmio do ProAC nos auxilia no trabalho de preservação do museu e o cuidado com a cultura do município. Também estreita ainda mais a relação do museu com as escolas públicas e particulares, destacando ainda mais nosso museu como referência na região”, declarou o diretor de Cultura, Ricardo Pecego.

Ainda de acordo com o diretor, a próxima fase da seletiva consiste na entrega de toda a documentação original e, em seguida, será estabelecida uma data para assinatura do contrato e posterior liberação do prêmio. “E vamos continuar em busca de mais recursos. Em setembro será aberto o ProAC Municípios e Itapira poderá enquadrar novos projetos para concorrer a prêmios”, adiantou Pecego.

Os editais destinados aos museus foram lançados em 2012 e, desde então, R$ 6 milhões já foram distribuídos pelo governo estadual à qualificação do segmento.

Contemplados

Difusão de Acervos Museológicos (ProAC nº 18/2017)

. “Minha Melhor Memória: programa de divulgação e ampliação do acervo de História Oral do Museu da Cidade” (em Sertãozinho);

. “Ouroeste 9 mil anos de história: Museu Arqueológico Água Vermelha (em Votuporanga);

. “Reformulação do folder Orla Cultural Museus” (em Santos);

. “Renovação da exposição de longa duração do Museu de Esportes de São José dos Campos”;

. “Projeto Kits Pedagógicos – Museu de História Natural Hortêncio Pereira da Silva Junior (em Itapira);

. “Projeto Trilhando Memórias – Histórias, espaços e a expansão da Estrada de Ferro Sorocabana” (em Campinas);

. “Exposição de longa duração: Sobre Vivências – Os últimos anos do Carandiru” (em São Paulo);

. “Conhecendo o HPV por dentro e por fora” (em São Paulo).

Preservação de Acervos Museológicos (ProAC nº 19/2017)

. “Inventário, adequação e modernização da exposição de longa duração da Casa Cultural Tonico e Tinoco” (em Salto);

. “Projeto de preservação do acervo museológico do Museu de Arte Sacra de Santos”;

. “Salvaguarda do acervo do Museu de Arte Primitiva de Assis”;

. “Conservação e restauração do acervo da Pinacoteca Municipal de Bauru;

. “Projeto de preservação da coleção de arte sobre o papel do Museu Osório César – Complexo Hospitalar Juquery” (em Franco da Rocha);

. “Aquisição de equipamentos para preparação do acervo do Museu de Paleontologia Pedro Candolo” (em Uchoa);

. “Digitalização, catalogação e inserção em um repositório digital das coleções Taunay e Aguirra” (em São Paulo);

. “Lopes de Leão no acervo do Museu de Belas Artes de São Paulo” (em São Paulo).

Matéria: ASCOM

  

Comentários