fbpx

Museus de Pedreira abrem Exposição sobre Revolução de 32

Em homenagem aos 83 anos da Revolução Constitucionalista de 1932, os Museus, Histórico e da Porcelana de Pedreira, realizam de 1 a 12 de julho, a Exposição “1932: São Paulo e a Revolução Paulista”. A importância do Movimento é lembrada e reverenciada no feriado de 9 julho, que contou com a participação de pedreirenses.

Na Exposição, os visitantes terão a oportunidade de conferir diversas fotografias sobre o Movimento, que tinha a proposta de derrubar o governo provisório imposto por Getúlio Vargas a partir do golpe em 1930 e a promulgação de uma nova Constituição para o Brasil, além de fotos e documentos, em especial dos combatentes pedreirenses Edu Rossi e Arnaldo Rossi, cedidos especialmente pela família para aos Museus de Pedreira.

Sob a curadoria de Adílson Spagiari, gestor e supervisor Técnico, a Exposição poderá ser conferida de segunda à sexta, das 8h às 12h e das 13h às 17h e aos sábados e domingos, das 9h às 12h e das 13h às 17h, na Praça Cel. João Pedro, 102, centro, com entrada franca.

O confronto começou em 9 de julho e foi até 4 de outubro e atingiu todo o Estado de São Paulo. Pedreira, devido a sua localização na Serra da Mantiqueira, foi um dos últimos locais onde os soldados se estabeleceram e montaram suas trincheiras, pois no Morro do Cristo, ainda existem algumas valas que na época da Revolução serviram de trincheiras e foram construídas pelos soldados, entre eles: Arnaldo Rossi, Edu Rossi e Guilherme Filipini Júnior, sendo que no local há um Monumento em homenagem aos combatentes de Pedreira.

  

Comentários