Natal Solidário leva presentes a cerca de 2.000 crianças holambrenses

Cerca de três mil pessoas participaram nesse domingo, dia 17 de dezembro, da 5ª edição do Natal Solidário promovido pelo Fundo Social. Nem mesmo o sol forte e clima quente foram capazes de fazer frente à alegria das crianças que foram ao Estádio Municipal acompanhadas de pais e familiares para dar um abraço no Papai Noel e receber seus presentes.

A pequena Lívia, de 5 anos, era a primeira da fila de acesso ao campo. Ela e a mãe, Maria Vilma Lúcia Bueno da Silva de Farias, levantaram cedo para participar do evento. “Ela que quis acordar para vir e para pegar o presentinho. Tá super empolgada”, disse a professora de educação física. Antes de o portão ser aberto, a menina já ensaiava o que diria ao Bom Velhinho quando o visse. “Eu vou dizer que eu já fiz a minha formatura e que agora eu vou mudar de escola. Eu brinquei, eu guardei os brinquedos e limpei a casa da minha avó”, contou a menina.

A cozinheira Neusa Gelinski também fez questão de levar o filho Matteus, de 10 anos. “Eu acho legal. É uma maneira de manter vivo nas crianças o Papai Noel. Muitas não acreditam mais, né?”, comentou. “E tem muitos pais que não têm condições de comprar um presente”. Ansioso, o menino tentava adivinhar de que maneira a figura mais esperada do ano chegaria ao local. “O outro ano ele veio de charrete. Aí eu acho que agora ele vai vir de carro”.

E ele acertou. O Papai Noel chegou em um Ford Modelo T 1926 acompanhado do prefeito Fernando Fiori de Godoy. A distribuição de presentes, feita por voluntários da Prefeitura, contemplou aproximadamente 2.000 crianças de 0 a 10 anos de idade, alunos da rede municipal ou beneficiários de programas sociais da cidade. Para os meninos, bolas de futebol. Para as meninas, de vôlei. Os mais novos receberam bolas mais leves estampadas com personagens infantis. Os presentes foram comprados com os cerca de R$ 25 mil arrecadados no Bingo do Natal Solidário, realizado em novembro.

Depois de receberem os presentes, as crianças seguiam até uma tenda enfeitada onde o Papai Noel dava balas e posava para muitas fotos com os pequenos.

A moradora do bairro Fundão Camila Marcondes foi uma das mães que registraram o encontro dos filhos com a estrela do Polo Norte. Com o presente em mãos, a filha mais nova, Giovana, de 5 anos, já fazia planos. “Eu vou brincar no quintal com os meus irmãos”, disse.

“É uma alegria. Até para a gente. A gente volta a ser criança de novo”, contou a mãe, que é auxiliar de serviços gerais. “Ver a alegria dos nossos filhos é tudo. É muito especial isso para a gente. Espero que essa festa continue nos próximos anos”.

A primeira-dama Diva de Souza Godoy, presidente do Fundo Social, conta que assim que o evento acaba já começa a pensar em novidades para o ano que vem. “Nós sempre queremos fazer melhor, uma festa ainda mais bonita para pais e filhos guardarem na memória. O Natal Solidário é algo muito especial e sempre preparado com carinho”, disse. “É muito emocionante ver o sorriso das crianças e poder dividir com elas esses momentos de alegria e fantasia”, completou Dr. Fernando.

Matéria: ASCOM

  

Comentários