Neste sábado, muro de Berlim poderá ser visitado no Colégio Delta Nobre

Tema está sendo trabalhado nas salas de aula com todos os alunos

A única parte genuína do Muro de Berlim no Brasil – pertencente a Lyra Mojimiriana – já está em um novo local. Neste sábado (1°), a partir das 16h, o Colégio Delta Nobre realiza o evento “Há muros em mim – Nossa sociedade e a necessidade de derrubá-los”.

Trata-se de uma oportunidade que discutirá os muros que a sociedade constrói e a necessidade de derrubá-los. A entrada é gratuita e aberta não somente à comunidade escolar, mas para toda a cidade e região. O evento acontecerá na escola, localizada na Rua José Mathias, 499 – Tucura – Mogi Mirim e contará com diversas ações culturais.

Entre elas, música com Carlos Lima Trio – que conta com Luiz Lima e Kleber Barbosa, além do maestro Carlos Lima. Os alunos da Lyra Mojimiriana, que também estudam no Colégio Delta Nobre, farão uma emocionante apresentação, com músicas que trazem uma reflexão sobre os problemas de nossa sociedade.

A programação contará ainda com uma esquete de alunos, que construirá um muro com sentimentos e ações ruins que a comunidade geralmente impõe. Uma palestra abordará o tema e irá esclarecer de que forma esses “muros” podem ser destruídos.

“Vamos ter diversas apresentações: da Lyra Mojimiriana, do coral Vida Iluminada, do coral da nossa escola e de dança com nossos alunos também”, acrescenta o diretor do Colégio Delta Nobre, Alexandre Lahni. Após as atrações artísticas, as visitações ao Muro de Berlim serão abertas.

Das 18h às 21h, uma banda animará os convidados que quiserem ficar até mais tarde. Haverá venda de bebidas e comida para entreter as famílias e os alunos que forem ao evento.

Para Carlos Lima, diretor artístico e maestro da Lyra Mojimiriana, essa é mais uma oportunidade da população conhecer esse importante monumento histórico. “Estamos fazendo com que esse Muro percorra vários lugares e deixe, em cada um deles, mensagens de esperança, de sonhos e de um futuro melhor. Afinal, é nisso que acreditamos: que a música e a cultura têm um poder fundamental de transformar a sociedade”, conclui.

Na quarta-feira (29), a professora Silvane Pozeti de Campos Araújo – que esteve junto com os alunos da Lyra na época em que eles, acompanhados de crianças alemãs, pintaram o fragmento histórico – teve um bate-papo com os alunos do Delta Nobre. Fotos e vídeos foram expostos e dúvidas puderam ser tiradas com a docente da Lyra Mojimiriana.

“Há muros em mim” é uma parceria entre a Lyra Mojimiriana e o Colégio Delta Nobre, que tem como objetivo mostrar a história do maior símbolo da Guerra Fria, que culminou na separação não só de espaços, mas sim de vidas, de famílias e, principalmente, de sonhos. Além disso, é uma oportunidade de refletir sobre os problemas com os quais convivemos em nossa sociedade.

O MURO DE BERLIM

O fragmento do Muro de Berlim – que mede 3,60 metros de altura, 1,50 metro de largura e pesa cerca de quatro toneladas é o único no Brasil e um dos poucos na América do Sul. Ele foi doado à Lyra Mojimiriana por meio de um intercâmbio cultural chamado Blue Hearts.

O Muro de Berlim foi uma obra impressionante, mais de 160 km separando as duas Alemanhas, a Oriental, comunista, e a Ocidental, capitalista. Um retrato perfeito do mundo bipolar da época da Guerra Fria e das profundas divisões que marcaram o povo alemão após a Segunda Guerra Mundial.

SOBRE A LYRA MOJIMIRIANA

Mantendo a finalidade de inclusão social através do ensino de música, a Banda Musical Lyra Mojimiriana é referência nacional e internacional neste quesito. Foi fundada em 10 de agosto de 1985, em Mogi Mirim, no interior do Estado de São Paulo (a 160 quilômetros da capital), ganhando personalidade jurídica em 1988. Durante as mais de três décadas de atuação, já formou centenas de músicos e despertou em milhares de pessoas o interesse para a música instrumental.

A entidade desenvolve o trabalho de iniciação musical (ou musicalização), de aprendizado do instrumento até as formações mais complexas, como banda e orquestra, despertando o interesse, especialmente, das classes menos favorecidas pela música e descobrindo talentos. Em um trabalho árduo, a Lyra promove a difusão da música não só em Mogi Mirim, mas também em outras cidades do Brasil e do mundo, através de suas apresentações e ações, rompendo as mais diversas barreiras.

Tem como parceiros, através das leis de incentivo, o Ministério da Cultura e a Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, além de empresas como Itaú, Renovias, Grupo Guaçu, Tenneco, Balestro, Sogefi Group, Direção Cultura e Prefeitura de Mogi Mirim (Secretaria de Educação e Secretaria de Cultura e Turismo).

  

Comentários