Orquestra de Violeiros de Pedreira recebe o prêmio de ‘Ponto de Cultura da Política Nacional de Cultura Viva no Estado de São Paulo’

Foi realizada, nos dias 15 e 16 de dezembro de 2018, a Sessão referente à análise das iniciativas culturais para a Premiação do Programa “Rede de Pontos de Cultura da Política Nacional de Cultura Viva no Estado de São Paulo” pela Comissão de Seleção.

A Orquestra de Violeiros de Pedreira foi premiada entre os mais de quatro mil trabalhos inscritos, estando entre os 44 Coletivos Culturais que receberão o valor de R$ 60 mil, como forma de premiação a iniciativa cultural já desenvolvida. “Este é um momento especial para todos que fazem parte da Orquestra de Violeiros, um trabalho de 16 anos sendo reconhecido”, destaca o fundador e regente Claudinho Cassiani.

O resultado foi publicado no Diário Oficial do Estado de São Paulo, de 17 de dezembro de 2018. “No ano de 2002, realizamos o sonho de formar um grupo que pudesse transmitir as tradições culturais e difundir a música caipira, a Orquestra de Violeiros de Pedreira resgata o cancioneiro e a arte popular realizando apresentações por todas as regiões do Brasil e também no Exterior, pois em 2011, representamos o Brasil em Timor Leste, país do sudeste asiático, quando fomos escolhidos por meio de um edital do Ministério das Relações Exteriores Brasileiro”, ressalta Cassiani.

A Orquestra de Violeiros já atuou como Ponto de Cultura entre 2009 e 2012, um programa sob a certificação do Ministério da Cultura. Na época, a entidade ministrava aulas de viola, violão, teclado, sanfona, canto e danças folclóricas, como a catira, além de oficinas de artesanato.

Os Violeiros de Pedreira são formados por adolescentes e adultos. O conjunto ensaia todas as terças-feiras em espaço cedido pela Prefeitura de Pedreira. O fato de o grupo ser um dos primeiros surgidos na Região Metropolitana de Campinas (RMC) voltado para a difusão da música caipira reflete na agenda dos músicos. Engana-se quem pensa que os Violeiros somente frequentam eventos agropecuários e as feiras do segmento. Em terras cariocas, por exemplo, a Orquestra representou o Estado de São Paulo na Olimpíada 2016.

Como forma de perpetuar parte de toda essa obra, o grupo lançou o CD ‘Ponto de Cultura Violeiros de Pedreira’ em 2014. As 14 faixas autorais são representativas de uma trajetória voltada para a música popular e tradicional. Assim, o trabalho resgata o particular modo de vida interiorano. “Vivemos no berço da cultura popular e essa raiz não pode ser esquecida”, complementa o maestro Claudinho Cassiani.

 


Comentários