Os Direitos dos Animais e as Novas Reflexões no Mundo Moderno

Obra literária de Reynaldo Velloso,  presidente da CPDA/OAB-RJ e do recém-criado Conselho Nacional (OAB) de Proteção e Defesa dos Animais
Por Gilberto Pinheiro

A Leitura nos torna mais cultos e qualificados para opinar sobre assuntos específicos, aprimorando a crítica e autocrítica.  É fundamental que ajamos dessa forma, pois o saber não ocupa espaço e precisamos ler ótimos livros para o nosso aprimoramento, cotejar conhecimentos,  a fim de evoluirmos e encontrarmos nosso espaço na sociedade em que vivemos.  Quem lê, sabe mais e isso é incontestável!   Este prólogo tem uma razão especial – como sou defensor dos animais e leitor, estudando diariamente, sugiro um excelente livro para o conhecimento daqueles que amam os animais e lutam pela libertação deles.   Trata-se uma publicação recente, coordenada pelo meu ilustre amigo e  presidente da Comissão de Defesa dos Animais da OAB/RJ e também do Conselho Nacional de Proteção e Defesa dos Animais dessa importantíssima instituição.  Trata-se de  Reynaldo Velloso, advogado e biólogo,com mais 11 autores, cujo livro  vale a pena ser divulgado,  uma leitura indispensável para os que se preocupam com o assunto em destaque.

O título tem o título Os Direitos dos Animais e As Novas Reflexões no Mundo Moderno, editora Casa do Direito, com a participação de diversos juristas, leitura imperdível e importantíssima, conscientizando a sociedade sobre a importância em relação à vida desses seres vivos e sencientes em sua ampla diversidade.  Contextualiza-se em leis e experiências diárias deste amigo e outros juristas, além de jurisprudências importantes que o público precisa ter conhecimento, formatando uma nova legião na defesa da fauna em amplo espectro. Por isso, faz-se mister conhecer os direitos dos animais, à luz das experiências empíricas e legislações específicas e seus resultados.

É uma obra literária de grande conteúdo educativo e bastante  didático, servindo, inclusive, para educar alunos nas escolas e nas universidades quando a disciplina for Direito Ambiental. É bem verdade que há outros livros que destacam os direitos dos animais, todavia, este é especial, pois trata-se de estar contextualizado na experiência do autor em sua luta diária e reformadora, assim como de outros experientes juristas.   As informações são  filtradas em assuntos importantíssimos e que podem ser muito úteis à sociedade brasileira na formação de uma nova consciência e na mudança de paradigmas que são indispensáveis.    Precisamos nos espelhar naqueles que detêm o conhecimento.  É a lógica da vida!   Somente educando, conscientizando a sociedade sobre o alusivo assunto, revertere mos o quadro de desprezo e maus-tratos à fauna. Quem lê, sabe mais e,  como destaquei acima, sempre acreditei neste axioma, principalmente, quando o conteúdo literário é de ótima qualidade.
Para adquirir o citado livro, basta clicar em www.reynaldovelloso.com.br. Vale a pena!

O público leitor precisa saber que, Infelizmente, algumas leis são muito brandas e não punitivas, razão pela qual animais são maltratados, vilipendiados em seus direitos à vida com dignidade e toda transformação demanda tempo, além da nossa luta diária em tribunais e via palestras educativas em estabelecimentos de ensino. E isso exige estudos com conteúdo de qualidade, esforço concentrado, além de  formação especial, ancorada  em experiências diárias e fontes fidedignas à luz do conhecimento formal e informal.    Estudar sempre, eis o caminho para a nossa evolução para a libertação animal.   Enfim, precisamos saber e, para isso, ler, informarmo-nos à luz de profícua fonte de leitura.
Concluindo, desejo a todos amigos e amigas leitores e defensores dos animais boa reflexão para que sigamos em frente, pois temos muito ainda o que fazer.   Somente assim, abriremos novos caminhos para o fim do sofrimento dos animais,  sejam eles domésticos, domesticáveis, exóticos ou selvagens.   Boa leitura a todos(a) amigos(as)!
Este é o meu desiderato!

A leitura engrandece a alma
Voltaire – escritor, ensaísta, filósofo – iluminista francês
séculos XVII / XVIII

nota: para tornar-se filósofo não é imprescindível cursar
faculdade sobre o assunto.  Basta ter amor ao conhecimento
e ler bons livros. Apenas isso!  o restante é artifício de retórica

Gilberto Pinheiro
jornalista, palestrante em escolas,
universidades, consultor da Comissão de Proteção
e Defesa dos animais da OAB/RJ, Ordem dos Advogados do Brasil,
ex-articulista da AMAERJ – Associação dos Magistrados do Estado
do Rio de Janeiro

Somos o coração, a alma e a voz  dos animais.
Gilberto Pinheiro

 


Comentários