fbpx

Paulinho Bóia diz não ao Vasco e pede para ficar no São Paulo

O Vasco e o atacante Paulinho Bóia, do São Paulo, não chegaram a um acordo salarial pela transferência do jogador. A negociação seria uma compensação pela liberação antecipada de Benítez do empréstimo com o Independiente.

São Paulo e Vasco haviam se acertado por um empréstimo até o fim do ano, mas restava o acordo do clube de São Januário com o jogador, o que não ocorreu. O time carioca tentará outro jogador do Tricolor ou uma compensação financeira como contrapartida no negócio por Benítez.

Paulinho Bóia comunicou ao São Paulo da sua decisão e, em contato com a reportagem do ge, disse que pretende ser observado por Hernán Crespo.

“Fiquei sabendo do contato do Vasco, fiquei feliz pela procura, uma grande equipe, de história, todo jogador sonha em jogar em uma grande equipe como Vasco. Seria um privilégio defender o Vasco, mas meu projeto é defender o São Paulo. Estou voltando de lesão e quero ter continuidade no São Paulo, ser observado pelo Crespo. Vai demorar mais uns 15 ou 20 dias para estar 100% e ele vai poder me ver” – disse Paulinho Bóia.

 

Paulinho Boia, de 22 anos, disputou 22 partidas pelo São Paulo em 2020 e marcou um gol. Ele normalmente era uma opção de velocidade pelos lados do campo para segundo tempo durante o comando de Fernando Diniz.

 

O jogador é formado nas categorias de base do São Paulo, mas nunca conseguiu explodir. Em 2019, foi emprestado para Portimonense, de Portugal, e São Bento, de Sorocaba.

 

  

Comentários