Portal “Traz Negócios” incrementa economia local

O Portal Traz negócios (https://traznegocios.jaguariuna.sp.gov.br/), lançado recentemente pela Prefeitura de Jaguariúna por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Social, até a última terça-feira (08/03) registrou exatos 1012 acessos. O número, considerado expressivo, com apenas dois meses de atividade, foi comemorado pelo secretário titular da pasta, Valdir Oliveira.

“Quando criamos o portal traznegócios, sabíamos que o mercado necessitava de uma ferramenta que atraísse novos investimentos e incentivasse novas oportunidades e bons negócios entre as empresas da cidade, prestadores de serviços e setores que fabricam matérias primas, produtos e insumos. E hoje, com muita satisfação, constatamos que os resultados ultrapassam nossas expectativas, disse o secretário.

Conforme o balanço prévio, feito pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Social, os contatos entre empresas que necessitam de serviços e os prestadores desses serviços ou fabricantes de alguma matéria prima foram bastante diversificados. “Nada menos que 489 empresas da cidade e da região buscaram produtos que lhes interessam, outras 459 queriam algum tipo de serviço e 64 estavam atrás de matéria prima”, detalha o secretário.

Variedade

Entre as consultas feitas, conforme Valdir Oliveira, grandes empresas buscaram fabricantes de uniformes, vans e peruas com ar condicionado e motoristas bilíngues para o transporte de executivos, e também queriam alugar caçambas para depositar entulhos de obras que estavam programadas, além de projetos de engenharia e de automação industrial.

“Estamos conseguindo fomentar a economia local com essa ferramenta simples, que conecta empreendedores dos mais variados segmentos e que está a aberta a todos que tenham interesse em participar”, explica Valdir Oliveira. Segundo ele, o portal possui um sistema de busca que facilita encontrar qualquer tipo de serviço ou mercadoria.

“Comprovadamente, aqui em Jaguariúna temos o portal como um excelente facilitador e faço questão de dizer: quem já acessou só ampliou seus horizontes comerciais e empresariais, e quem ainda não fez isso está perdendo oportunidades, pois ele está se tornando, cada vez mais, a ferramenta utilizada pelas indústrias de nossa cidade para seus negócios”, destaca o secretário.

  

Comentários