Posse elege pela primeira vez, três mulheres ao cargo de vereadora

Nas eleições 2020, pela primeira vez na história de Santo Antônio de Posse, três mulheres foram eleitas vereadoras. Claudia Pinho Lalla, do PTC, obteve 295 votos. Cláudia Ferrari, do DEM, foi eleita com 273 votos. Cidinha Gagliardi, do PSDB, somou 189 votos válidos. Em cargos públicos, as mulheres ainda são minoria, mas na Posse, elas estão começando a ganhar espaço.

Em entrevista, a paulistana Cidinha Gagliardi, de 55 anos, conta que está extremamente feliz por fazer parte, deste momento histórico para a cidade. “Isso é muito importante, pois acredito que será um precedente para que cada vez mais mulheres busquem ocupar espaços públicos”, explica a vereadora eleita.

Segundo Cidinha, desde muito cedo as desigualdades sociais, a indignam. “Esse sentimento só aumentou com a minha experiência como Conselheira Tutelar aqui em Santo Antônio de Posse. Nesse momento compreendi que além da indignação eu teria que lutar para ser um instrumento de transformação e para mudar essa realidade fui fazer faculdade de Serviço Social”, explica Gagliardi.

A vereadora, explicou também as mudanças que trará para a cidade, “Vou empreender todos meus esforços em melhorar a qualidade de vida das pessoas. Conto também, com a população participando ativamente da política e defendendo comigo seus interesses. São necessárias, políticas sociais emancipatórias do indivíduo, para que cada vez menos pessoas dependam de Assistência, e que esses serviços sejam necessários apenas em situações emergenciais”.

A segunda mulher, eleita vereadora, é Ana Claudia Ferrari, mogimiriana de 56 anos. Ana Claudia conta que, sempre teve o sonho de ser vereadora, e que ser eleita foi uma das melhores sensações que ela já sentiu. Ao ser questionada, sobre o porquê de querer ser vereadora, Ana disse “Há tempos atuo em entidades sociais ajudando os mais necessitados e assim senti a necessidade em ajudar mais a população”.

A vereadora eleita explica que, durante sua campanha, ela conversou com a população, para saber quais eram as necessidades da cidade, “Vendo quais eram as deficiências em diversos setores e unindo as duas coisas, coloquei algumas prioridades em cada área que sei que podemos e devemos melhorar, principalmente na área de saúde, educação e moradia”.

“Minhas prioridades, serão primeiramente buscar recursos em diversas esferas do governo e aprovar projetos que beneficiem a população. Darei preferência para projetos que tenham um impacto benéfico, a curto prazo para a população possense. Como exemplo, a melhoria na captação e distribuição da água”, completa Ana Claudia.

Claudia Pinho Lalla, possense de 54 anos, foi a terceira mulher eleita nesta eleição. A vereadora conta que, se sentiu muito realizada com a vitória e que tem expectativas altas para seu mandato. Ao ser questionada, sobre as mulheres serem minoria em cargos políticos, Claudia explica que “O sistema machista permaneceu durante muitos anos, não dando oportunidades as mulheres”.

Segundo a vereadora, sua campanha foi exaustiva, apesar de ser satisfatória, já que ela pode conhecer a realidade da cidade. Suas propostas, atingem todos os setores, tendo como prioridade o abastecimento, saneamento básico, saúde, educação, meio ambiente e promoção social.

“Quero a reestruturação do plano de carreira dos professores, participar de ações na melhoria da saúde local, a reestruturação de postos e unidades de saúde e desenvolver a manutenção de arborização da cidade”, completa Claudia.

       

  

Comentários