Prefeito assina novo convênio com Santa Casa para realização de cirurgias eletivas

O prefeito Rodrigo Falsetti assinou nesta quarta-feira, dia 10 de agosto, novo convênio com a Santa Casa de Misericórdia para a realização de cirurgias eletivas abrangendo a média e alta complexidade nas áreas de ortopedia, cardiovascular, ginecologia e urologia, com duração inicial de cinco meses, podendo ser prorrogado. Esse é o segundo termo assinado com o hospital, a fim de diminuir as demandas de cirurgias reprimidas do município. A principal novidade é a inclusão de procedimentos ortopédicos.

O novo convênio foi tema de reunião no gabinete nesta semana, quando o chefe do Executivo recebeu a equipe da Secretaria Municipal de Saúde, liderada pelo secretário municipal Gildo Martinho de Araújo. O vice-prefeito Major Marcos Tuckumantel, o chefe de Gabinete, Ruben Novaes, e o vereador Luciano da Saúde também participaram. Estão previstas 275 cirurgias entre todas as especialidades, sendo 55 por mês. Desse total, 14 procedimentos serão ortopédicos. O investimento é de R$ 1.079.589,22, sendo R$ 1 milhão de emenda parlamentar do deputado estadual Altair Moraes conquistada por intermédio da vereadora Lili Chiarelli.

“Nós estamos discutindo aqui um plano de ação que será colocado em prática para avançarmos com as cirurgias reprimidas. Com esse novo convênio, nossa meta é andar dois anos a fila em algumas especialidades. Nós temos os recursos para esse novo pacote e vamos buscar mais para ampliarmos a oferta”, destacou o prefeito.

A maior demanda diz respeito à área de ortopedia, com pacientes que aguardam desde 2016. A pandemia da Covid-19 agravou ainda mais a situação por conta de as cirurgias terem sido canceladas. “Nós vamos avançar no atendimento de algumas especialidades e estamos confiantes na retomada das cirurgias ortopédicas, nossa principal demanda. Vamos conseguir avançar e reduzir expressivamente as filas”, ressaltou o secretário de Saúde.

As cirurgias já começam a ser realizadas a partir deste mês pelo corpo clínico da Santa Casa. O convênio foi feito nos mesmos moldes do assinado em outubro do ano passado, quando 510 cirurgias eletivas foram realizadas – todas relacionadas a sistemas circulatório, digestivo, urinário, neurológico e osteomuscular. É importante destacar que o repasse financeiro será mediante a execução dos procedimentos cirúrgicos.

Os pacientes serão atendidos conforme o tempo em que estão na fila de espera e as cirurgias serão agendadas seguindo a ordem do Cadastro de Demanda por Recurso (CDR). As especialidades elencadas abrangerão crianças, jovens, adultos e idosos.

  

Comentários