Prefeitura e FAAGROH desenvolvem projeto voltado à implantação de composteiras em escolas municipais

A Prefeitura de Holambra, por meio do Departamento Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, e a Faculdade de Agronegócios de Holambra (FAAGROH), do Grupo UniEduk, estão realizando conjuntamente projeto piloto para estudar a viabilidade de implantação de composteiras nas escolas da rede municipal. A iniciativa faz parte das ações programadas para o cumprimento do Programa Município Verde Azul, do Governo do Estado de São Paulo, que busca incentivar a eficiência na gestão ambiental.

O projeto piloto está sendo desenvolvido desde abril deste ano no campus da FAAGROH com o objetivo de coletar dados e avaliar procedimentos e resultados, para posteriormente ser implantado nas unidades escolares de forma eficiente. O trabalho acontece sob a responsabilidade técnica do aluno de engenharia agronômica Rogério Fabrício, com supervisão do gestor do curso, professor Ronan Pereira Machado. A compostagem é um processo biológico em que há transformação de resíduos orgânicos em adubo natural em um processo de decomposição e reciclagem de matéria orgânica, como sobras de frutas, verduras e resíduos de vegetais.

O professor falou sobre os benefícios que a ação pode gerar: “esse projeto tem grande importância para a sociedade local, pois reduz o acúmulo de lixo orgânico, diminuindo o mau cheiro nas lixeiras e prevenindo a proliferação de animais vetores de doenças, como ratos, baratas e moscas”, disse. Ronan destacou ainda que a prática aumenta a vida útil dos aterros sanitários, além de produzir adubo orgânico rico em nutrientes que pode ser utilizado com sucesso na produção de alimentos e plantas ornamentais.

“Além dos benefícios da compostagem, o projeto desenvolvido em parceria com a FAAGROH permitirá que nossos alunos acompanhem diariamente todo o processo, reforçando a importância da consciência ambiental de forma prática”, avalia o prefeito Fernando Capato.

Fonte: PMH

  

Comentários