Prefeitura inicia investimento de mais de R$ 1 milhão em obras de recapeamento asfáltico

A Prefeitura de Mogi Guaçu deu início no último sábado, dia 12 de junho, a obras de infraestrutura que beneficiarão efetivamente a mobilidade urbana de moradores em diferentes cantos da cidade. O trabalho, de recapeamento asfáltico, começou na Rua Cristóvão Colombo, no bairro Vila Paraíso, e percorrerá outras 5 importantes vias com pavimento castigado.

Serão investidos, ao todo, R$ 1.076.999,98 obtidos através de convênio firmado com o Banco do Brasil, inicialmente destinado à adequação de novo local para a Feira Livre do Parque Cidade Nova. O redirecionamento do recurso foi determinado no início do ano pelo prefeito Rodrigo Falsetti, que acompanhou de perto as primeiras intervenções neste final de semana.

“Decidimos reaproveitar esse dinheiro para obras mais urgentes de infraestrutura. Acredito que seja uma atitude responsável, que prioriza aquilo que vai, de fato, melhorar a vida das pessoas”, destacou o prefeito.

__________________________ Continua após a propaganda

A Secretaria Municipal de Obras e Mobilidade é a responsável pela execução do trabalho, que nesta etapa inclui também a Rua Paulo Aparecido Amorim (Jardim Igaçaba), Rua Petúnias (Jardim Ypê Pinheiro), Rua Pedro de Souza Moreira (Vila São Pedro), a Avenida Ponta Grossa (Jardim Ypê II) e trecho sem revestimento de asfalto da Estrada Municipal Nagib Matte Merhej.

“O recape tem o objetivo de garantir melhores condições de tráfego e proporcionar mais segurança a quem trafega nessas localidades”, ressaltou o secretário da pasta, José Antonio Ortiz Bueno.

Redirecionamento dos recursos

Em 11 de janeiro deste ano, durante reunião com os vereadores e representantes da Feira Livre, o prefeito Rodrigo Falsetti suspendeu em definitivo a mudança dos expositores para o canteiro central da Avenida Júlio Xavier da Silva, o Campo da Brahma.

De acordo com ele, além de evitar a derrubada desnecessária de mais de uma dezena de árvores, o município economizaria recursos obtidos por meio de financiamento “e que seriam usados para cobrir com massa asfáltica área verde usada rotineiramente pelos guaçuanos para prática de esportes e lazer”.

“Decidiremos futuramente, a partir de diálogo com os feirantes, um novo espaço mais bem estruturado para receber as atividades da Feira Livre, realizada nas manhãs de domingo com mais de 210 barracas, uma das maiores e mais completas em toda a região”, disse.

  

Comentários