fbpx

Prefeitura reduz despesas com pedágio; meta é conseguir isenção

A Secretaria de Serviços Municipais reduziu em 30% os gastos da Prefeitura de Mogi Guaçu com pedágios. A meta é conseguir a isenção do pagamento, o que representaria uma economia de R$ 10 mil por mês.

Com os procedimentos adotados até agora, em consonância com a contenção de gastos e redução de custos proposta pelo prefeito Walter Caveanha, a despesa caiu de R$ 12 mil para R$ 8 mil mensais.

A previsão é de que o pedido de isenção do pagamento de pedágio seja apresentado à Artesp (Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo) este mês.

O encaminhamento do pedido será feito após a conclusão da substituição das “tags” do sistema de pedágio “Sem Parar” em toda a frota da Prefeitura e autarquias municipais.

A partir de agora, veículos oficiais que não passem por praças de pedágio não recebem mais o dispositivo, como é o caso de veículos utilizados somente no transporte urbano.

Uma vez que a Artesp conceda a isenção do pagamento de pedágio, a Prefeitura continuará tendo uma despesa mensal de apenas R$ 2 mil pela manutenção do “Sem Parar”, dispositivo com o qual o veículo não necessita fazer parada nos boxes da praça de pedágio.

  

Comentários