Presidente Bolsonaro criará a Secretaria de Defesa dos Animais em âmbito federal

Está prevista para esse mês de agosto que se inicia, sendo um passo importante para a proteção de animais abandonados.

Uma boa notícia para os defensores dos animais: o presidente Bolsonaro criará, nesse mês de agosto, a Secretaria de Defesa dos Animais em âmbito federal,  algo impensável nos governos anteriores que, na verdade, nunca se preocuparam com o referido assunto.  Pela primeira vez,teremos uma secretaria de grande porte na defesa e proteção da fauna, um passo muito importante para a libertação animal, principalmente, os abandonados nas ruas de nosso país.  Atualmente, são milhões de animais abandonados no Brasil que precisam de atendimento médico-veterinário além de acolhimento. O presidente da República anunciou a criação dessa secretaria em seu perfil no Twitter em 30 de agosto do corrente ano.   Segundo informações, ele conversou com o ministro da Defesa Fernando Azevedo e Silva,solicitando-lhe que as Forças Arma das forneçam suporte para a criação desse importantíssimo órgão e tal notícia fora confirmada em entrevista numa rádio no Estado da Paraíba.

Sem dúvida, um passo importante na valorização e respeito à vida dos animais, atendendo ao apelo de muitos populares durante a campanha presidencial e, com a materialização desse ideal, certamente, avançaremos muito, assemelhando-nos aos países mais adiantados na defesa de toda fauna.   Os quartéis deverão ter espaço para acolhimento dos animais, tratando-os com dignidade e tal decisão é merecimento de aplausos.  O presidente Bolsonaro cumpre com a palavra e enche de esperança nossos corações ávidos de mudanças pelo bem-estar animal e, agora, o próximo passo, será a concretização de ensinar-se nas escolas a disciplina a senciência e direitos dos animais. Não podemos abdicar deste nobre ideal.

SEGUNDO A OMS – ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE SÃO MAIS DE 30 MILHÕES DE ANIMAIS ABANDONADOS NAS RUAS DE NOSSO PAÍS

Segundo a Organização Mundial de Saúde são mais de 30 milhões de animais abandonados no Brasil, estimativa de 2014. Por isso, é indispensável, além do acolhimento, a castração, para evitar exatamente a proliferação descontrolada, haja vista que os governos anteriores não se preocuparam com essa empreitada. É a primeira vez que governantes, no âmbito federal, se preocupam com a respectiva causa.   Assim, como jornalista, palestrante em escolas e universidades sobre os direitos e a senciência dos animais, parabenizo o ilustre presidente Bolsonaro  pela criação dessa secretaria que será, à luz do meu entendimento, um marco importante, atendendo ao apelo de muitos brasileiros e defensores dos animais em todo o Brasil.

Gilberto Pinheiro, jornalista, palestrante em escolas, universidades, consultor da Comissão de Proteção e Defesa dos Animais da Ordem dos Advogados do Brasil e ex-articulista da AMAERJ – Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro, destacando a senciência e direitos dos animais.

 


Comentários