fbpx

Projeto social leva Antonio do Judô a conduzir a Tocha Olímpica

OTOCHA-OLÍMPICA esporte cobra muitos dos atletas que o praticam, eles tem que ter garra, determinação e muito talento para alcançar o lugar mais alto do pódio. O foco pode ser o topo de um pódio, mas o esporte é muito mais que ganhar competições e medalhas, ele transforma vidas.

Antonio José da Silva, mas conhecido como Antonio do Judô, sabe muito bem o que o esporte pode fazer na vida de crianças. Adolescentes e de seus familiares. Foi através de 11 pessoas que contaram a sua história de vida, que Antonio foi um dos selecionados para conduzir a Tocha Olímpica das Olimpíadas Rio 2016.

Antonio é faixa preta no Judô e pratica o esporte desde 1981. Em 2014, juntamente com a Secretaria de Esportes e Turismo de Mogi Guaçu deu início a uma Escola Municipal de Judô. “Nós começamos com três alunos e um tatame improvisado feito de lona”, lembra o sensei.

Com a garra, a determinação e talento que todo atleta vencedor tem, Antonio acreditou que através do judô poderia levar grandes ensinamentos as crianças e adolescentes de Mogi Guaçu.

O projeto que começou pequeno hoje já está necessitando de espaços maiores para os treinamentos, pois a Escola Municipal de Judô já tem mais de 500 alunos inscritos, distribuídos em 10 turmas.

Antonio se considera guaçuano de coração, pois reside no município coma sua família há 14 anos. Ele contou que participar de uma Olimpíada é o sonho de todo atleta de elite, e muitos desses atletas o inspiraram a continuar no esporte.

Apesar de não participar de uma Olímpidas como atleta, Antonio se diz muito orgulhoso em poder conduzir a tocha. “Ela (a tocha) tem uma simbologia, pois iremos carregar o espírito olímpico e a paz entre os povos”, analisa.

Sobre ter a sua história contada por 11 pessoas que o consideram um exemplo a ser seguido, o sensei disse que essa “consideração marcou a minha vida, é a recompensa de todo o nosso trabalho”.

Homenagem
No próximo dia 19 de maio, que se comemora o Dia do Judô, Antonio foi chamado para receber uma homenagem no Palácio do Anchieta, em São Paulo. A homenagem será feita pela Federação Paulista de Judô e do ex-secretário de Esportes, Jean Madeira.

Matéria: Fábio Alcântara Lima

  

Comentários