fbpx

RODRIGO FALSETTI É ELEITO PREFEITO DE MOGI GUAÇU

Em comemoração à vitória na eleição para prefeito de Mogi Guaçu, Rodrigo Falsetti e seu vice Major Tuckumantel se reuniram com apoiadores em uma academia de crossfit localizada na Avenida Bandeirantes, na altura da Viação Santa Cruz. Com o som no último volume e com muita festa, todos comemoravam a ainda extraoficial vitória de Falsetti.

O resultado da apuração foi a seguinte, Rodrigo Falsetti – Cidadania (25.099 votos); Daniel Rossi – PL (15.191); Marçal – Solidariedade (13.218); Alex Tailândia – Republicanos (10.206); Coronel Costa – PRTB (3.111) e Marcelo Costa – PT (1.727).

Em entrevista ao Portal da Cidade, o novo prefeito de Mogi Guaçu disse que, após passar um bom tempo sendo cotado como terceira força na corrida eleitoral, a campanha cresceu na hora certa e que ele e seu vice trazem esperança para os guaçuanos.

“Nós crescemos no momento certo. O Rodrigo e o Major Tuckumantel são candidatos novos, que a população estava procurando nesse momento. Parte da população não conhecia e, quando conheceu, viram que as propostas eram viáveis para a cidade, que a gente levava mensagem de esperança, porque a nosso trabalho nessa campanha foi o olho a olho, casa em casa, cedo, a tarde e à noite. Éramos um grupo de renovação, éramos o que a população queria e crescemos no momento certo. As pessoas olharam para o Rodrigo e para o Major Tuckumantel como pessoas que podem tornar Mogi Guaçu novamente a uma cidade de oportunidades”, afirmou Falsetti.

Major Tuckumantel disse que foi essencial entrar em contato com a população e que viram o sofrimento das pessoas indo visita-las. “Acho que a gente conseguiu chegar à essa vitória porque foi muito trabalho. Andamos muito levando propostas que levassem um pouco de esperança para a população. A nossa população hoje está sofrendo. A cada três casa que a gente ia, uma tinha alguém desempregado. São seis meses para conseguir um ultrassom. Eu vi uma população clamando por melhora na saúde e no desemprego”.

Quando questionado sobre a atuação que seu vice terá durante o governo, Falsetti disse que ele será ativo e alfinetou gestões passadas. “Quando eu convidei o major para seu o nosso vice, eu vi nele uma pessoa trabalhadora, com 30 anos prestados na Polícia Militar, um amigo de 25 anos. Ele vai ser meu braço direito, vai trabalhar ao meu lado. Vai ajudar a criar e implantar o nosso plano de governo e a montar a nossa equipe. Não vai ser um vice como alguns outros foram ai, que participam da campanha e na hora que começa a governar a cidade, ele já não é mais tão útil. O major vai ajudar a gente na zeladoria da cidade e nos projetos e vai ser realmente um vice com uma importância muito grande”.

Falsetti já tem prioridades para quando assumir o executivo municipal. Ele disse que o foco será melhorar a saúde e reduzir o desemprego. Inclusive, ele demonstrou que o foco de seu governo será trazer empregos para Mogi Guaçu.

“Temos que pensar que a pandemia trouxe uma situação difícil para o mundo todo e que hoje o município tem 15 mil desempregados. Temos que focar na vinda de novas empresas porque Mogi Guaçu é uma cidade com potencial muito grande. Cinco distritos industriais e com povo honesto, trabalhador e capacitado. Hoje nós perdemos empresas para qualquer cidade da região porque não existe uma política pública, que possa atrair os empresários. O nosso compromisso com os empresários da cidade é dar uma condição melhor aos distritos industriais e também viabilizar o novo distrito de Martinho Prado. Quando você traz emprego você movimenta a economia, traz mais arrecadação e traz dignidade, a pessoa consegue levar o alimento na mesa”, disse Falsetti.

A festa dos apoiadores pelas ruas não tem hora para acabar, mas o governo Falsetti tem data marcada para começar a trilhar seus passos em Mogi Guaçu. A diplomação dos candidatos, ou seja, ato onde a Justiça Eleitoral reconhece os candidatos eleitos acontecem em 18 de dezembro e Rodrigo deverá assumir completamente sua função como prefeito no dia 1º de janeiro de 2021.

Vereadores Eleitos:

Guilherme da Farmácia ( Cidadania) – 2.538

Luciano da Saúde (PL) – 2.532

Adriano Guarda Batatinha (PL) – 1.925

Dr. Fernandinho Marcondes (MDB) – 1.899

Carlos Kapa (Cidadania) – 1.803

Delegada Judite de Oliveira (PTB) – 1.795

Natalino Tony Silva (PSDB) – 1.567

Luis Zanco da Farmácia (PL) – 1.422

Jeferson Luis (PSDB) – 1.366

Pezão (PODE) – 1.161

Lili Chiarelli (Republicanos) – 730

  

Comentários