fbpx

Saúde de Mogi Mirim oferece testes rápidos de HIV e sífilis

A Secretaria Municipal de Saúde oferece testes de HIV e sífilis na chamada semana do “Dezembro Vermelho”, campanha alusiva ao mês de luta contra a Aids, voltada para o combate, prevenção e conscientização da doença.

 

A iniciativa teve início na última terça-feira (1), no Dia Mundial de Luta Contra a Aids, e segue até a próxima terça-feira (7) em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Mogi Mirim.

 

Os interessados poderão comparecer a qualquer unidade entre 10h e 11h e 14h e 15h para realizar o agendamento programado do teste rápido. Segundo a Secretaria de Saúde, a tendência é que o exame seja realizado já no dia seguinte, ou até mesmo no momento do atendimento inicial, considerando o fluxo no local. O agendamento se faz necessário como prevenção e forma de evitar aglomeração visando o contágio do coronavírus (Covid-19).

 

Os testes rápidos de HIV e sífilis são realizados por profissionais especializados da Secretaria de Saúde, aptos para este tipo de atividade após curso específico. Os testes também foram disponibilizados ao público privado de liberdade, aplicados por enfermeiros responsáveis pelo Centro de Ressocialização Prefeito João Missaglia, Fundação Casa e Fundação Casa Laranjeiras.

 

A Pasta ofereceu também a realização dos testes rápidos na Feira Noturna da última quarta-feira (2), no Espaço Cidadão.

 

Horário estendido

 

A Pasta coloca duas unidades de saúde com horário estendido de funcionamento ao longo da campanha, exclusivamente na próxima quarta-feira (9). As UBSs Doutor Geraldo Freire, no bairro Santa Clara, na zona Norte, e a Dr. Antônio Albejante (conhecida como Vila Dias), no Jardim Europa, zona Leste da cidade, funcionam até às 19h.

 

A Aids possui tratamento e a sífilis tem cura. Fazer o diagnóstico e tratar os portadores dessas doenças é uma forma efetiva de melhorar a qualidade de vida das pessoas afetadas e suspender a cadeia de transmissão, de olho no controle desses dois importantes problemas de saúde pública.

  

Comentários