Servidores da Saúde recebem treinamento para que Prefeitura implante prontuário eletrônico nas UBS’s

A UBS Fontanella e a UBS Nova Jaguariúna, que integram a rede municipal de saúde em Jaguariúna, terão novas sedes inauguradas pela Prefeitura neste primeiro trimestre de 2019 e serão as primeiras a utilizarem prontuário eletrônico para registro de dados e consultas feitas por pacientes que buscam atendimento pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

Conforme a secretária de Saúde do município, Maria do Carmo de Oliveira Pelisão, a primeira turma, com 45 servidores, iniciou o treinamento ministrado por técnicos da Secretaria de Estado da Saúde (SES) nesta quarta-feira (23/01), na sala de reuniões do PAT (Posto de Atendimento ao Trabalhador).

O curso é feito por todos os profissionais que atuam numa UBS, independentemente da função exercida e terá continuidade na quinta-feira (24/01), na nova sede da UBS Nova Jaguariúna, e na sexta-feira (25), na nova UBS do Fontanela, localizada atrás do Hospital Walter Ferrari.

“Essa novidade faz parte do Programa Saúde em Ação, do governo estadual, que investe no fortalecimento das unidades que prestam atendimento básico. Ele está sendo custeado pelo BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) e busca, além de informatizar para agilizar, humanizar esse atendimento”, explica a secretária.

O objetivo é favorecer a regionalização do atendimento de média e alta complexidade e Jaguariúna foi um dos municípios beneficiados pelo programa. O prefeito Gustavo Reis comemorou a iniciativa do Governo do Estado, que beneficia diretamente a população jaguariunense.

“Com a construção de duas novas unidades, amplas e bem equipadas, e agora com os prontuários eletrônicos, o programa beneficiou bastante nosso município com essa inovação. Ela será fundamental para diminuir o fluxo de pacientes no hospital, fornecendo o primeiro atendimento à população de forma rápida e mais eficaz”, disse o prefeito.

O QUE É O “SAÚDE EM AÇÃO”

Em junho de 2014 houve a assinatura de um contrato inédito entre a Secretaria de Estado da Saúde e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), com a promessa de inovar o serviço público de saúde em grande parte do território paulista. O objetivo do governo estadual é beneficiar mais de cinco milhões de pessoas.

O projeto, denominado “Saúde em Ação”, tem como objetivo implementar redes modernas e articuladas para fortalecer e ampliar o atendimento de saúde à população. Para isso, foram priorizadas 5 regiões do Estado, definidas a partir de questões epidemiológicas e necessidades regionais. São elas: Região Metropolitana de Campinas (RMC), Sorocaba, Bauru, Vale do Paraíba e Vale do Ribeira.

Na ocasião, o então secretário de Estado da Saúde, David Uip, ressaltou a importância do programa. Segundo ele, trata-se de um projeto inteligente, humanizado e com custo muito menor. “Os municípios não vão gastar nada. Nem nas obras, nem na capacitação, nem na interligação dos sistemas. Vamos entregar as unidades de saúde prontas, equipadas e já articuladas”, disse.

Fotos: Ivair Oliveira

  

Comentários