Stock Car tem casa cheia em Interlagos e vitórias de Matías Rossi e Felipe Fraga

© 2022 Luís França – www.luisfranca.net – Direitos reservados.

Um domingo cheio de disputas no principal autódromo brasileiro em que argentino e tocantinense trifunfaram. Liderança do campeonato volta a mudar de mãos

A Stock Car teve casa cheia neste domingo (31) em Interlagos para a sétima etapa da temporada 2022. As vitórias nas disputadas corridas ficaram com o argentino Matías Rossi, da A-Mattheis/Vogel (Toyota Corolla) e com o tocantinense Felipe Fraga, pela Eurofarma-RC (Chevrolet Cruze). Fraga correu a etapa paulistana em substituição a Daniel Serra, que disputou neste final de semana as 24 Horas de Spa Francorchamps, na Bélgica, pela Ferrari.

A largada da primeira prova ocorreu sem problemas e Cesar Ramos, que largou da primeira posição após a punição de três colocações ao pole position Felipe Lapenna, liderava a disputa até mesmo após os pit stops. Fraga, no entanto, se aproximou e os dois colidiram na curva do Laranjinha. Ramos levou a pior, mas conseguiu continuar, enquanto Fraga foi punido com uma passagem obrigatória pelos boxes. Sem maiores chances, o piloto da Eurofarma optou por fazer uma parada extra para trocar pneus e abastecer visando a segunda corrida. Ramos, por sua vez, terminou a prova apenas em 13º.

Depois da batida, Matías Rossi assumiu a liderança, sempre pressionado por Felipe Lapenna, da equipe Hot Car. Sabendo fazer bom uso do push to pass, o argentino chegou a ser alcançado, mas não chegou a dar chances ao paulista na briga pela vitória. Assim, conquistou sua segunda vitória na Stock Car – a primeira foi na segunda prova do Velocitta, em maio.

Na inversão dos dez primeiros colocados para a segunda corrida, Rodrigo Baptista liderava até a janela obrigatória de pit stops. Foi quando as estratégias mistas começaram a ficar mais evidentes na pista. Fraga, com pneus novos, tanque cheio e muitos acionamentos do push to pass, pôde fazer um pit stop rápido e adotar um ritmo agressivo para sair à frente de Thiago Camilo, o então líder, e não foi mais alcançado. Camilo completou a prova em segundo com Rodrigo Baptista na terceira posição.

Gabriel Casagrande marcou pontos importantes com um quarto e um oitavo lugar, e retomou a liderança do campeonato, agora com 205 contra 184 de Daniel Serra. A Stock Car volta a se reunir nos dias 3 e 4 de setembro no autódromo do Velocitta, em Mogi Guaçu (SP).

A FRAS-LE e a FREMAX são as fornecedoras oficiais de pastilhas e discos de freio da categoria, respectivamente, e trabalham em conjunto com as todas as equipes do grid para assegurar o melhor desempenho, segurança, eficiência e confiabilidade. A Fremax é a fornecedora dos discos desde 2004 e a Fras-le, desde 2016.

Falem, pilotos!
“É um sonho vencer em Interlagos, foi espetacular, assim como o trabalho da equipe. Viemos de quatro pódios consecutivos e estamos muito competitivos. Queríamos muito mais essa vitória, e a briga entre os quatro primeiros estava linda. Eu sabia que o (Felipe) Lapenna vinha muito forte e queria ganhar tanto quanto eu. Foi muito bom, mas na segunda corrida eu não tinha mais push, e aí foi muito difícil. Os freios funcionaram muito bem a corrida toda”.
(Matías Rossi, A-Mattheis/Vogel, Toyota Corolla, #117)
Vencedor da Corrida 1

“Foi divertido demais, voltar à Stock e vencer uma corrida, especialmente com a Eurofarma, que é uma equipe lendária dentro da categoria. Primeiro, porque foi uma honra ter sido convidado por eles. Pude rever amigos e a corrida foi sensacional. Foi uma pena o toque na primeira com o Cesar (Ramos): acho que os dois poderiam ter aliviado, mas é coisa de corrida e ambos jogaram muitos pontos fora. Arrisquei bastante na segunda corrida, consegui me recuperar quando todos iam para os boxes. Pude usar muitos pushs, meu pit stop foi muito rápido e saí disputando e voltando à frente do Thiago (Camilo). Estou muito feliz com essa vitória. O freio do Stock Car é muito diferente, porque estou acostumado com o protótipo que é muito leve, e o GT3 que tem ABS. O Stock Car não leva desaforo, tanto que nos treinos livres eu acabei com os pneus do tanto que exagerei com os freios, mas eles funcionaram muito bem o tempo todo”.
(Felipe Fraga, Eurofarma-RC, Chevrolet Cruze, #74)
Vencedor da Corrida 2

Resultado da Corrida 1 (extra-oficial)
1 Matías Rossi (A.Mattheis-Vogel/Toyota Corolla) 19 voltas
2 Felipe Lapenna (Hot Car Competições/Chevrolet Cruze) a 2s877
3 Guilherme Salas (KTF Racing/Chevrolet Cruze) a 5s014
4 Gabriel Casagrande (A.Mattheis-Vogel/Chevrolet Cruze) a 7s427
5 Thiago Camilo (Ipiranga Racing/Toyota Corolla) a 11s232
6 Diego Nunes (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze) a 14s478
7 Bruno Baptista (RCM Motorsport/Toyota Corolla) a 14s584
8 Felipe Massa (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze) a 15s180
9 Allam Khodair (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze) a 16s837
10 Rodrigo Baptista (Crown Racing/Chevrolet Cruze) a 17s823
11 Átila Abreu (Shell V-Power/Chevrolet Cruze) a 18s003
12 Lucas Foresti (KTF Sports/Chevrolet Cruze) a 26s641
13 César Ramos (Ipiranga Racing/Toyota Corolla) a 28s482
14 Rubens Barrichello (Full Time Sports/Toyota Corolla) a 33s849
15 Andi Jakos (Full Time Sports/Toyota) a 34s446
16 Ricardo Zonta (RCM Motorsport/Toyota Corolla) a 44s485
17 Marcos Gomes (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze) a 46s902
18 Tony Kanaan (Full Time Bassani/Toyota Corolla) a 47s092
19 Felipe Baptista (KTF Racing/Chevrolet Cruze) a 47s427
20 Thiago Vivacqua (RKL Competições) a 1min01s908
21 Felipe Fraga (Eurofarma RC/Chevrolet) a 1min23s706
22 Denis Navarro (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze) a 1min31s181
23 Tuca Antoniazi (Hot Car Competições/Chevrolet Cruze) a 1min32s439
24 Rafael Suzuki (Full Time Bassani/Toyota Corolla) a 1min32s700
25 Nelson Piquet Jr. (Motul TMG Racing/Toyota Corolla) a 1min39s994
26 Galid Osman (Shell V-Power/Chevrolet Cruze) 1 volta
27 Julio Campos (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze) 1 volta
Não completaram
Cacá Bueno (Crown Racing/Chevrolet Cruze)
Pedro Cardoso (Crown II Racing/Chevrolet Cruze)
Gaetano Di Mauro (KTF Sports/Chevrolet Cruze)
Sergio Jimenez (Scuderia Chiarelli/Toyota Corolla)
Não largou
Ricardo Maurício (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze)

Resultado da Corrida 2 (extra-oficial)
1 Felipe Fraga (Eurofarma RC/Chevrolet) 17 voltas
2 Thiago Camilo (Ipiranga Racing/Toyota Corolla) a 2s927
3 Rodrigo Baptista (Crown Racing/Chevrolet Cruze) a 7s841
4 Ricardo Zonta (RCM Motorsport/Toyota Corolla) a 8s141
5 Nelson Piquet Jr. (Motul TMG Racing/Toyota Corolla) a 9s379
6 Julio Campos (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze) a 11s814
7 Felipe Baptista (KTF Racing/Chevrolet Cruze) a 12s038
8 Gabriel Casagrande (A.Mattheis-Vogel/Chevrolet Cruze) a 12s910
9 Felipe Massa (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze) a 13s727
10 Allam Khodair (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze) a 16s865
11 Tony Kanaan (Full Time Bassani/Toyota Corolla) a 17s619
12 Galid Osman (Shell V-Power/Chevrolet Cruze) a 18s334
13 Cacá Bueno (Crown Racing/Chevrolet Cruze) a 21s286
14 Denis Navarro (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze) a 23s060
15 Felipe Lapenna (Hot Car Competições/Chevrolet Cruze) a 23s686
16 Lucas Foresti (KTF Sports/Chevrolet Cruze) a 24s388
17 Átila Abreu (Shell V-Power/Chevrolet Cruze) a 27s183
18 Matías Rossi (A.Mattheis-Vogel/Toyota Corolla) a 27s684
19 Gaetano Di Mauro (KTF Sports/Chevrolet Cruze) a 28s383
20 Rafael Suzuki (Full Time Bassani/Toyota Corolla) a 28s725
21 Marcos Gomes (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze) a 28s740
22 César Ramos (Ipiranga Racing/Toyota Corolla) a 29s146
23 Rubens Barrichello (Full Time Sports/Toyota Corolla) a 32s261
24 Thiago Vivacqua (RKL Competições) a 32s385
25 Andi Jakos (Full Time Sports/Toyota) a 36s014
26 Tuca Antoniazi (Hot Car Competições/Chevrolet Cruze) 1 volta
Não completaram
Sergio Jimenez (Scuderia Chiarelli/Toyota Corolla)
Guilherme Salas (KTF Racing/Chevrolet Cruze)
Diego Nunes (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze)
Bruno Baptista (RCM Motorsport/Toyota Corolla)
Pedro Cardoso (Crown II Racing/Chevrolet Cruze)
Não largou
Ricardo Maurício (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze)

Classificação do Campeonato após 7 etapas (top-20):
1. Gabriel Casagrande, 205 pontos
2. Daniel Serra, 184
3. Matías Rossi, 170
4. Rubens Barrichello, 159
5. Gaetano di Mauro, 149
6. Bruno Baptista, 144
7. Guilherme Salas, 136
8. Cesar Ramos, 135
9. Thiago Camilo, 130
10. Ricardo Zonta, 125
11. Nelsinho Piquet, 123
12. Rafael Suzuki, 118
13. Allam Khodair, 91
14. Felipe Lapenna, 88
15. Julio Campos, 87
16. Ricardo Maurício, 84
17. Diego Nunes, 82
18. Galid Osman, 76
19. Átila Abreu, 74
20. Marcos Gomes, 69

Sobre a FRAS-LE:

No mercado há mais de seis décadas e uma das cinco maiores fabricantes mundiais de materiais de fricção, a Fras-le, que faz parte das Empresas Randon, é uma marca reconhecida globalmente. Com mais de 12 mil referências  nas marcas FRAS-LE & Lonaflex, a empresa coloca ao alcance do consumidor uma linha completa de produtos de fricção da mais alta qualidade, desenvolvidos e testados em seu Centro de Pesquisa e Desenvolvimento, um dos  mais bem equipados do mundo, que conta com laboratórios químico, físico, piloto e o Centro Tecnológico Randon, um centro de testes por excelência.

 A empresa expandiu seu portfólio com a aquisição, em 2012, da Controil, que fabrica componentes para freios e embreagens e polímeros automotivos. Em 2018, mais 2.500 referências com a marca FREMAX foram incorporadas ao mix de produtos da FRAS-LE, com a aquisição da empresa, que produz discos, tambores de freios e cubos de roda.

Desde 2016, a Fras-le é a fornecedora oficial das pastilhas de freio dos carros da Stock Car, Stock Light e Mercedes-Benz Challenge.  A FREMAX, desde 2004,  também é a fornecedora oficial dos discos de freio da Stock Car,  assim como das categorias Stock Light, Mercedes-Benz Challenge, Porsche GT3 Cup, Sprint Race e Old Stock

Recentemente, a FRAS-LE concluiu a aquisição da Nakata Automotiva que, dentre os principais itens estão amortecedores, terminais e barras de ligação e direção, pivô e bandejas de suspensão, juntas homocinéticas, componentes de eixos cardan e diferencial.

  

Comentários