TSE registra 266 candidaturas para as eleições em Mogi Guaçu

O TSE – Tribunal Superior Eleitoral recebeu o pedido de registro de 266 candidaturas em Mogi Guaçu, sendo seis para o cargo de prefeito, seis para o de vice-prefeito e 254 candidatos a vereador.

Para a disputa aos cargos de prefeito e vice-prefeito foram registrados seis chapas: de Daniel Rossi (PL) e Denis Carvalho (PTB); Marçal Damião (Solidariedade) e Professor Edson (Podemos); Rodrigo Falsetti (Cidadania) e Major Tuckumantel (PSDB); Alex Tailândia e Vânia Ribeiro (Republicanos); Marcelo Costa (PT) e Victor Alves (PSOL); e Coronel Costa e Eunice Cremasco (PRTB). O prazo para registro termina neste sábado, às 19h.

Segundo dados do DivulgaCandContas, dos 24 partidos políticos de Mogi Guaçu, 17 deles, por enquanto, deverão ter candidatos a vereador. São 254 pedidos que já superam o número total dos candidatos das eleições de 2016, que tiveram 180 na disputa de cadeiras no Poder Legislativo.

Diversos partidos indicaram 17 candidatos, sendo eles o Avante, Cidadania, MDB, Patriotas, PL, Podemos, Pros, PSDB, Republicanos e Solidariedade. Já o PSB indicou 16 candidatos, o PCdoB e o PTB cadastraram 15, o PRTB lançou 13, o PT indicou 7 e o PSD lançou 3.

Da lista dos partidos faltariam candidatos do PP, PDT, Rede, PSC, DEM e PSOL.

Caso os partidos políticos ou coligações não tenham requerido o registro de algum candidato escolhido em convenção, a data-limite para a formalização individual do registro perante o TSE ou algum Tribunal Regional Eleitoral (TRE) é o dia 1º de outubro, também até às 19h.

CONSULTAS

Consultas por município e cargo, acesso às informações detalhadas sobre a situação dos candidatos aos cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador, que pediram registro para concorrer às Eleições Municipais de 2020 já estão disponíveis na plataforma DivulgaCandContas, do TSE. A ferramenta traz ainda todos os dados declarados à Justiça Eleitoral, inclusive informações relativas às prestações de contas dos concorrentes.

A situação do registro do candidato aparece ao lado da foto, além do tipo de eleição à qual ele está concorrendo e um guia sobre os termos, inclusive os jurídicos, utilizados para definir a situação dele perante a Justiça Eleitoral.

Quando o processo é registrado na Justiça Eleitoral, é informada a palavra “cadastrado” e, em seguida, “aguardando julgamento”. Isso significa que o candidato enviou o pedido de registro de candidatura, mas o pedido ainda não foi julgado, ou seja, o processo está tramitando e aguarda análise.

Após o processo ser apreciado, o registro pode ser considerado “apto” ou “inapto”. Caso o candidato não tenha nenhuma contestação e o pedido tenha sido acatado, a situação que aparecerá no sistema será “apto” e “deferido”. Candidatos que aparecem como aptos, mas houve impugnações e a decisão é no sentido de negar o registro. Nesse caso, a situação será “apto” e o complemento será “indeferido com recurso”.

 

  

Comentários