Última edição do Escola Amiga fecha 2017 com chave de ouro

O encerramento do projeto Escola Amiga, promovido pela Prefeitura de Jaguariúna por meio da Secretaria de Educação, atraiu 2 mil pessoas ao prédio da EMEI Criança Feliz, no bairro Jardim Botânico, na manhã do último sábado, 25 de novembro. A estimativa de público é da direção da escola. Foi a última edição do ano, que teve como tema “Consciência Negra”, em comemoração ao Dia da Consciência Negra, comemorado oficialmente em 20 de dezembro, feriado municipal.

De acordo com a diretora da EMEI Criança Feliz, Regina Célia do Amaral Vieira, o público presente superou as expectativas e propiciou uma arrecadação estimada em mais de R$ 6,5 mil, que será revertida para as APMs (Associação de Pais e Mestres) das duas unidades: a EMEI Criança Feliz e o CEI (Centro de Educação Infantil) Dona Cecília Nader Hossri. As unidades de ensino funcionam em prédios vizinhos e estão sob sua coordenação.

“Nossas equipes trabalharam bastante e ficamos felizes em poder proporcionar um monte de atividades que ajudaram a aumentar a integração com a comunidade”, disse Regina Vieira. Segundo ela, o último Escola Amiga do ano foi um sucesso e contou com a participação de voluntários e de vários grupos que animaram gratuitamente o público, além da colaboração de comércios e empresas de Jaguariúna e até de outras cidades.

Animação

Na parte festiva do evento as apresentações de artes marciais foram da Alliance Jaguariúna – Associação Tcho-Ji, com os professores José Luís Teodoro, Fábio Câmera e Arlindo Baião. O grupo Abadá Capoeira, coordenado pelos instrutores Clayton Maio e Picharro apresentou a ginga ritmada ao público, que também apreciou o agito da zumba, com a professora Marciane, e o Dog-Show proporcionado pelos cães amestrados do Canil da Guarda Municipal (GM) de Jaguariúna. O grupo de Hip-Hop, coordenado pelo professor Bruno, também marcou presença, embora não tenha se apresentado.

E como o tema era “Consciência Negra”, a recepção ao público que prestigiou o Escola Amiga na EMEI Criança Feliz esteve a cargo da simpatia de Vanessa e Gabriela, duas jovens negras vestidas com elegantes trajes da cultura africana. Já os alunos das duas unidades fizeram uma apresentação que abordou a conscientização sobre tolerância e respeito ao próximo.

De acordo com a secretária de Educação, Cristina Pinto Catão Bonini Hosikawa, o público desfrutou ainda de pintura facial, momento beleza, cortes de cabelo, nutrição, saúde, brinquedos infláveis e algodão doce, tudo gratuitamente, enquanto as duas escolas organizaram uma praça de alimentação e uma feirinha, onde foram oferecidos pastéis, sorvetes, bazar, roleta e pescaria, tudo com preços populares.

Para a secretária, a forma como o projeto Escola Amiga aconteceu ao longo do ano letivo de 2017 comprova que os momentos de lazer e descontração dentro das escolas aproxima ainda mais a população da equipe pedagógica e de todos os funcionários de apoio, alcançando o objetivo para o qual foi criado. “Após o recesso de férias escolares ele será retomado em 2018 e deverá ser ainda melhor”, garante Cristina Catão.

Matéria: Aluízio Santana/Fotos: Ivair Oliveira

  

Comentários