Unicamp 2023: comissão orienta uso de máscara na 2ª fase

A comissão organizadora dos vestibulares da Unicamp (Comvest) reforçou a recomendação aos estudantes para uso da máscara para proteção contra Covid-19 na 2ª fase do exame 2023, nos dias 11 e 12 de dezembro. A eventual obrigatoriedade, diz a direção, seguirá regras estipuladas por municípios e estados onde haverá provas para 12.708 candidatos esperados nesta etapa. Veja abaixo detalhes.

O protocolo de biossegurança da Comvest até o momento difere, por exemplo, da Fuvest, fundação que realiza o vestibular da USP. Na sexta-feira, ela definiu a obrigatoriedade da máscara na 1ª fase do processo 2023, marcada para domingo (4), em virtude da alta de casos da Covid-19 no estado. Neste caso, se inscreveram 104 mil para as vagas de graduação e há 10,3 mil treineiros participantes.

“Os candidatos devem ficar atentos às orientações da Comvest, que seguirá as regulamentações definidas para cada município ou estado em que a prova será realizada. No momento, o uso é recomendado, mas não é obrigatório. Estamos apelando mais à consciência das candidatas e candidatos do que estabelecendo uma norma que poderia ser questionada por alguma pessoa que esteja participando do processo seletivo se no seu município ou estado o uso fosse facultativo”, explicou o diretor da Comvest, José Alves de Freitas Neto.

 

Por enquanto, nenhum município ou estado com avaliação estipulou a obrigatoriedade da proteção. A universidade oferece 2.540 vagas em 69 cursos de graduação. Veja abaixo detalhes sobre as provas.

Os locais de prova dos candidatos para a 2ª fase do vestibular da Unicamp serão divulgados em 3 de dezembro. Nesta etapa, serão 17 cidades de São Paulo (14 a menos do que na 1ª – confira tabela com redistribuição), além de Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Curitiba (PR), Fortaleza (CE) e Salvador (BA).

Cidades com provas do vestibular 2023 da Unicamp

Escolhida na 1ª fase Realização na 2ª fase
Araçatuba Presidente Prudente
Barueri Osasco
Botucatu Bauru
Bragança Paulista Campinas
Franca Ribeirão Preto
Lorena São José dos Campos
Indaiatuba Campinas
Marília Bauru
Mogi das Cruzes Guarulhos
Santa Bárbara d’Oeste Piracicaba
São Bernardo do Campo Santo André
São João da Boa Vista Mogi Guaçu
Sumaré Campinas
Valinhos Campinas
As outras cidades paulistas com provas em dezembro são: Jundiaí, Limeira, Santos, São Carlos, São José do Rio Preto, São Paulo.

Como serão as provas?

Na semana passada, a universidade estadual confirmou que terá pela primeira vez, nesta 2ª fase, aplicações de provas coloridas com objetivo de deixá-las mais didáticas para os participantes.

Conteúdo

De acordo com a Comvest, em cada dia da 2ª fase o candidato faz uma avaliação formada por questões dissertativas. “As provas têm uma parte comum para todos os candidatos e uma parte diversificada, de acordo com a área de conhecimento do curso escolhido em 1ª opção (ciências biológicas/saúde; ciências exatas/tecnológicas, ciências humanas/artes)”, explicou a instituição.

Em cada um, os candidatos têm até cinco horas para responder às perguntas.

  • Questão dissertativa: 4 pontos cada
  • Cada questão tem dois itens: 2 pontos cada item

Domingo: mesma prova para todos

  • Redação: duas propostas de textos para que o candidato escolha e execute apenas uma;
  • Língua portuguesa e literaturas de língua portuguesa, com seis questões;
  • Duas questões interdisciplinares em língua inglesa;
  • Ciências da natureza (interdisciplinar): duas questões;

Segunda-feira: provas comuns a todos os candidatos

  • Matemática: seis questões;
  • Ciências humanas (interdisciplinar): duas questões;
  

Comentários