Águas de Holambra alerta para fraudes em ligações de água

De Holambra

As fraudes em hidrômetros são um problema constante nas cidades brasileiras e Holambra não fica fora desse cenário. Qualquer intervenção no equipamento com o objetivo de burlar a medição do real consumo de água no imóvel, é caraterizado crime de furto pelo Código Penal Brasileiro – Artigo 155.

Tratar e distribuir água de qualidade à população holambrense é um trabalho que a Águas de Holambra realiza, diariamente, com a satisfação de saber que está contribuindo para a saúde das pessoas e para o progresso da cidade – um município bem abastecido, com água limpa, atrai investimentos e oferece mais qualidade de vida. Porém, ligações irregulares comprometem esse abastecimento.

Para garantir que a cidade não sofra com perdas nesse sentido, a concessionária está sempre atenta no sentido de detectar os “gatos” na rede de água. Segundo o coordenador de Operações e Serviços da concessionária, Alan Pedra, uma das irregularidades mais comuns no município é o uso de dispositivo que trava a engrenagem do hidrômetro. Outra prática ilegal é o desvio da água antes de sua chegada ao hidrômetro. “É importante que a população entenda que existem prejuízos para todos, quando o vizinho ou um conhecido realiza uma ligação irregular. A contaminação da água e o desperdício de água tratada afeta toda a comunidade e não só quem realizou a fraude”, afirma Alan.

PERDAS – Segundo estudo da Trata Brasil, o índice de perdas de água na região Sudeste do Brasil, em 2020, foi de 40% e metade deste percentual foi provocado por irregularidades, ou seja, os “gatos” na rede de água. Além dessa prática ser ilegal, também é passível de multa e medidas administrativas. “Infelizmente, algumas pessoas ainda insistem em tentar burlar o sistema de medição de consumo”, observa Alan. A fraude comprovada é passível de multa que, segundo o coordenador, em Holambra pode chegar a R$ 4.000,00.

  

Comentários