ALUNOS DE ESCOLA MUNICIPAL ORGANIZAM EXPOSIÇÃO CONSCIÊNCIA NEGRA COM MAIS DE 100 TRABALHOS

A exposição foi montada na escola municipal Maria Tereza Piva pelos estudantes dos 6º e 9º anos do ensino fundamental 2. Durante 15 dias eles fizeram mais de 100 trabalhos. Selecionaram objetos da fazenda, desenharam mapas que representam como os imigrantes africanos vieram para o Brasil, fizeram trabalho de artes com personalidades negras e muito mais.

Os alunos tiveram a orientação do professor de educação física, Marcelo Barone, que teve a ideia de fazer um projeto falando sobre a presença dos negros no esporte.

Para isso todos assistiram ao documentário “A entrada do negro no esporte” e a partir dele foram desenvolvidos trabalhos junto com outras disciplinas: geografia, artes, história, português e inglês.

“Nossos alunos não têm o hábito de visitar museus. Trazer o museu até eles foi a melhor coisa que fizemos. Quando não podemos leva-los, trazemos para eles. Foi muito bom!”, disse a coordenadora pedagógica do ensino fundamental 2, Wilza Vilaça Machado.

A coordenadora pedagógica disse ainda que a exposição Consciência Negra aconteceu graças a uma parceria entre a secretaria municipal de educação e a Sky. Em troca de uma antena e duas TVs que foram doadas para cada escola, os estudantes e professores têm que apresentar um projeto por ano feito a partir dos canais que eles assistem.

Para quem quiser conferir a exposição, ela ainda estará aberta para visitação segunda-feira de manhã.

Reportagem: Lícia Mangiavacchi

Fotos: Ivair Oliveira

 


Comentários