fbpx

Ativação de interceptor vai garantir tratamento de esgoto da Zona Sul

Está pronta para ser acionada pelo Samae (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgotos) a interligação das redes de esgoto dos bairros da zona sul ao interceptor da margem esquerda do Rio Mogi Guaçu. A ativação do dispositivo vai ser feita na terça-feira da próxima semana, dia 29, às 10hh0, em local com acesso pela Avenida Padre Jaime, ao lado do número 772.

 O volume de esgoto coletado na zona sul corresponde a 25% do que é produzido em toda a cidade. Até agora, esse resíduo é despejado no rio em sua forma natural, sem tratamento, o que vai deixar de acontecer.

O emissário será conectado à ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) localizada à margem da Avenida Brasil. Em consequência, a partir de agora todo esse material só será despejado no Mogi Guaçu depois de passar pelo processo de tratamento na ETE. A execução das obras de interligação do sistema foi financiada com recursos da Caixa Econômica Federal no total de R$ 968 mil. O Samae respondeu por contrapartida de R$ 190 mil em recursos próprios.

 Para receber o esgoto dos bairros localizados na margem esquerda do rio Mogi Guaçu, tornou-se necessário promover a desinfecção final da Estação de Tratamento, o que está sendo feito. “A descarga do esgoto da zona sul na estação de tratamento é um fato histórico. É uma contribuição decisiva para a melhoria da qualidade do nosso rio”, assinala o prefeito Walter Caveanha. “Isto nos aproxima de termos 100 por cento do esgoto urbano tratado antes de chegar ao rio”, completa o superintendente do Samae, Elias Fernandes de Carvalho.

  

Comentários