Banda Cooperativa lança álbum ‘Mais um Sobrevivente’ com show em Amparo-SP

Apresentação será na quinta-feira (28), às 20h30, na praça Pádua Salles, como atração do Festival de Inverno 2022; novo disco do grupo, que completa 10 anos, reúne 10 músicas já disponíveis nos canais de streaming

A banda Cooperativa apresenta pela primeira vez ao público e fãs nesta quinta-feira (28) o novo álbum intitulado “Mais um Sobrevivente”. O show começa às 20h30 no palco “Marçal Aquino”, na praça Pádua Salles, como atração do Festival de Inverno de Amparo. A entrada é gratuita.
Desde o último dia 20 de julho, quarta-feira (20), as 10 composições próprias estão nos principais canais de streaming musical. O trabalho celebra os 10 anos de formação da banda de Amparo.
Para os cinco integrantes da Cooperativa, o álbum “Mais um Sobrevivente, expressa o que as pessoas mais buscam em suas ações diárias, principalmente, nesse contexto de pandemia, ou seja, a sobrevivência.

“Este é um álbum que reflete o amadurecimento da banda em relação às mensagens que buscamos transmitir. Hoje não nos limitamos mais a falar apenas sobre o amor e a explorar o reggae enquanto um ritmo praiano e associado a um discurso positivo e otimista”, comenta o violonista Rafael Mendes, vocalista e compositor da Cooperativa.

“Em nossas novas músicas exploramos mensagens que propõem uma reflexão sobre o autoconhecimento e a busca da felicidade, num sentido individual e coletivo. Buscamos explorar uma gama mais ampla de ritmos e referências musicais brasileiras”, acrescenta.
Para os músicos da Cooperativa, o disco aponta os caminhos percorridos e os desafios superados pela banda nos últimos 10 anos. “É uma invocação à reflexão sobre mudanças de comportamentos e ideias, mas ao mesmo tempo um convite à celebração pelas nossas vidas, pela nossa amizade, pela nossa ‘sobrevivência'”, diz o contrabaixista Diego Mozer.

SOBRE A BANDA

Formada em 2012 como Cooperativa do Reggae, a banda completa em 2022 a primeira década de estrada. Para celebrar foi agravado o álbum “Mais um Sobrevivente”, com canções próprias que apontam os caminhos percorridos e os desafios superados pela banda em 10 anos.

“MAIS UM SOBREVIVENTE” – MÚSICAS
1. “Mais um Sobrevivente”
2. “Coração da Terra”
3. “Canção pra você voltar”
4. “Como seria se”
5. “Acordei mais cedo”
6. “Pedacinho de céu”
7. “Lado bom”
8. “Dias de luta”
9. “Sem me avisar”
10. “Viva a Felicidade”

COOPERATIVA – FORMAÇÃO

Leandro Marson é o vocalista principal e compositor. Iniciou a carreira musical como roadie na banda Êxtase. Seguiu o aprendizado com aulas de violão com o professor Fernando Damião e aulas de canto com Carolina Herrero. Em 2002, fundou a primeira banda de reggae da região do Circuito das Águas, a Good Vibes.

Victor Corradini é baterista e iniciou seus estudos em 2004 e ao longo dos anos estudou com professores renomados do cenário, como Alexandre Cunha 9Brasil Plural, Ramon Motagner (Luísa Posse, Falamansa) e Carlos Bala (Djavan). Trabalhou com as bandas Mandrak’s, DIZ no More e Alkimia e acompanhou a cantora Carol Cabrino, em São Paulo. Atualmente, também é baterista do Jukelias e banda.

Luís Gustavo Pereira é guitarrista e compositor da Cooperativa. Iniciou em 1998 seus estudos com o professor Erich Bruschini, na Escola Som & Arte, e posteriormente, com o professor Rafael Schimidt. Tocou com as bandas: Icy Fate, Dr. Cuervo, Maraca Soul, Clube do Som, Samba Moça, Matutá d Forrozin.

Rafael Mendes é violonista, compositor e vocalista. Formado em violão no Conservatório Integrado, com o Professor Joel Adriano, e canto com a cantora Adriana Voltan. Desde 2011 organiza festivais escolares, proporcionando aos estudantes uma oportunidade para apresentarem os seus talentos musicais. Possuí experiência como ator de teatro e saraus junto à Companhia Arte. Rafael ainda integra a banda Clube de Som desde 2008 e atualmente é suplente da cadeira de música do Conselho Municipal de Cultura de Amparo.

Diego Mozer é contrabaixista e produtor cultural. Cursou MPB/Jazz no Conservatório de Tatuí e é músico profissional desde 2009, atuando em bandas, orquestras, musicais e gravações. Atua como professor de contrabaixo desde 2012, atuando na Adágio Escola de Música, Herrero Musical e na Escola das Artes, em Jaguariúna.

Além disso, Mozer atua como jurado em desfiles de escola de samba desde 2017, nas cidades de Santos, Guaratinguetá (SP), Vitória (ES) e Joaçaba (ES). Como gestor cultural, tem experiência na administração da Casa do Teatro, em Amparo, e é, desde 2019, Diretor Executivo Orquestra Jovem Circuito das Águas (OJOCA). É graduado em Produção Cultural pela Cruzeiro do Sul, ocupa a presidência do Conselho Municipal de Cultura de Amparo (Comcult) e é produtor na Solo Cultural.

  

Comentários