Carlos Nelson é o novo presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde

O prefeito Walter Caveanha transmitiu para o prefeito de Mogi Mirim, Carlos Nelson Bueno, o cargo de presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde “8 de Abril”, que, além destes dois municípios, os serviços ainda englobam Itapira, Estiva Gerbi e Conchal. O ato ocorreu na tarde desta terça-feira, dia 2.

O Consórcio Intermunicipal de Saúde foi criado como uma associação entre cidades da região, com o intuito de adotar ações conjuntas referentes à promoção da saúde pública. Hoje, por meio deste Consórcio de Saúde, os municípios contratam diversos tipos de serviços para a população.

Por resolução aprovada anteriormente, o prefeito de cada cidade integrante do Consórcio passa a ter um ano de mandato. Em 2017, o prefeito Walter Caveanha presidiu o Consórcio Intermunicipal, ficando à frente das principais decisões sobre os serviços contratados para os municípios da região.

Em 2018, quem assume a responsabilidade é o prefeito de Mogi Mirim, Carlos Nelson Bueno, que em 2019 transmite o cargo ao prefeito de Itapira, José Natalino Paganini. Além da transmissão do cargo, Walter Caveanha fez um balanço das ações adotadas em sua gestão.

Entre os serviços contratados por Mogi Guaçu em 2017, estão as ações focadas para o CEO (Centro de Especialidades Odontológicas), Residência Terapêutica, Programa de Saúde da Família, UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e Samu. Através do Consórcio foram contratados 270 profissionais, sendo 124 deles para Mogi Guaçu.

Em 2017, Santo Antonio de Posse deixou de integrar a associação. Entre as cinco cidades participantes, houve uma movimentação financeira de pouco mais de R$ 17,6 milhões.

A decisão mais importante adotada na gestão de Walter Caveanha, em 2017, foi a de transferir para cada município a responsabilidade individual de suas contas, ou seja, os recursos angariados deixaram de ser geridos em uma única conta.

“Isso funcionou, porque cada cidade passou a ser responsável pelo pagamento do seu serviço contratado”, explicou Caveanha, quando apresentava o balanço ao seu sucessor.

Outro ponto positivo foi firmar acordo com os municípios devedores. Os débitos passaram a ser pagos, de forma parcelada, dentro da gestão de Caveanha à frente do Consórcio. Vale lembrar que Mogi Guaçu e Conchal não possuem débitos com o Consórcio Intermunicipal de Saúde.

A estrutura do Consórcio, que ocupa prédio na região central de Mogi Mirim, será mantida, assim como os funcionários. A Secretaria de Saúde de Mogi Mirim irá indicar uma advogada para gerir todas as ações, que passam ainda pela aprovação de seu novo presidente, o prefeito Carlos Nelson.

Em 2017, Mogi Guaçu foi a cidade que mais utilizou o Consórcio Intermunicipal de Saúde, com 6.665 atendimentos da Atenção Básica e 1.616 de atendimento avançado. Mogi Mirim registrou 3.708 atendimentos na Atenção Básica.

Matéria: ASCOM

 

  

Comentários