CASA DA MEMÓRIA SAÚDA JAGUARIÚNA E A MÃE DE DEUS

Por que a chegada de setembro, vinda da primavera é tão saudada em Jaguariúna? A cidade e a Igreja comemoram a natividade da Mãe de Deus, e nele, a festa de seu Santíssimo Nome: “Maria”. Em Lucas, Capítulo 1º lê-se: “Deus Pai enviou o Anjo Gabriel a saudar Maria: “Ave cheia de Graça, o Senhor é convosco !” Isabel tocada por Deus completou: “Bendita sois entre as mulheres!

Bendito é o fruto de vosso ventre!” Mais tarde São Cirilo de Alexandria acrescentou “Santa Maria , Mãe de Deus rogai…” Setembro é o mês do aniversário do fundador da cidade,Cel. Amâncio Bueno, e também o mês do término da construção da Matriz Centenária, marco fundador de Jaguariúna, “Igreja de Santa Maria do Jaguary”, 1894. Por isso os Poderes Públicos centralizaram no dia 12 de setembro, as comemorações cívicas e religiosas nesta única data, em um só feriado.

Neste setembro, comemoramos 66 anos como Município, data da posse do 1º prefeito (1º/01/1955), comemoramos 124 anos de história oficial, criação do Distrito de Paz de Jaguary (05/08/1896). No marco zero de seu projeto, o fundador constrói a igreja, de 1889 a 1894, às suas expensas.

Os pintores europeus registraram em seu teto “Igreja de Santa Maria de Jaguary”. Ele dedicou-a à mãe de Deus com o título de seu Santíssimo Nome: “MARIA”. Doou a Igreja ao clero de Campinas. Em 19 de fevereiro de 1902, foi criada a Paróquia de Jaguary..

Desde 12 de janeiro de 1895, quando a Mãe de Deus foi entronizada no altar-mor , tem intercedido junto a Jesus Cristo, Divino Salvador, em benefício deste povo e desta terra. E sob sua proteção, todos os párocos, os filhos diletos de Maria, souberam piedosamente dedicar-se inteiramente a Jesus Cristo e nada fizeram, sem a Mãe de Deus. A padroeira foi honrada ora na festa da sua Natividade (setembro) , ora no mês da festa da Imaculada Conceição (dezembro).

No mês de maio foi sempre homenageada, havia a procissão diária das flores, quando foi sempre coroada. No mês do Rosário, outubro, havia rezas solenes, terço e canto das ladainhas antes da Bênção do SSmo. Sacramento.

Em gravíssima epidemia Ela protegeu Jaguary, quando Pe. Caravella invocou sua intercessão junto a Jesus Cristo que livrasse a Vila da Gripe Espanhola, em 1918. Ele não saia da cabeceira dos doentes. Os padres renovavam continuamente a devoção dos Cinco Primeiros Sábados de Nossa Senhora. E clamavam: _ “Santa Maria, nossa Excelsa Padroeira! Rogai por nós”! O distrito tornou-se município sempre homenageando sua Padroeirasua Padroeira.

E sob sua proteção, cresceu o povo de Deus e da sua paróquia nasceram as paróquias do Sagrado Coração de Jesus e da Santa Dulce dos Pobres. Hoje invocamos a padroeira de Jaguariúna que peça ao Divino Redentor que livre a humanidade desta pandemia, COVID 19. Por toda a sua maternal intercessão, neste 31 de maio de 2020, Jaguariúna foi consagrada a Maria SSma pelos três párocos, em cerimônia solene.

Todos os sacerdotes sempre ensinaram as gerações, seguindo as palavras de Maria: “Eis aqui a serva do Senhor!” “Faça-se em mim, segundo a vossa Palavra”. “Fazei tudo o que Ele vos disser.” E assim nesta concentrada festa de Jaguariúna, a Casa da Memória saúda a cidade e seu povo, homenageando seu tempo de história (124), sua emancipação político-administrativa (66), a fundação da Vila Bueno com o término da Matriz centenária, mês do aniversário do fundador, e honra sua padroeira Maria SSma em sua natividade e no dia do SSmo Nome de Maria.Viva 12 de setembro! Viva Jaguariúna e seu povo!

Tomaz de Aquino Pires

  

Comentários