Corpo de empresário morto é enterrado sob forte comoção em Artur Nogueira

Familiares e amigos acompanharam, na manhã desse domingo, dia 17 de julho, o enterro do empresário João Paulo Macedo, de 31 anos que morreu na madrugada de sábado, 16 de julho, após cair de um elevador em uma residência no Jardim Saciloto I.

Bastante emocionados, os amigos não acreditavam na morte repentina do rapaz. “ Ele era muito novo, alegre…até agora eu não consigo acreditar que isso tenha acontecido com ele”, disse um dos amigos.

O velório do jovem começou na ainda na noite de sábado, logo após a liberação do corpo pelo IML. Com a chegada, do corpo, os amigos começaram a última despedida do jovem, que era conhecido como ‘Sorriso’.

Por volta das 9h 30 de domingo, o corpo deixou o Velório acompanhado por centenas de pessoas até o local do enterro.

O choro, a emoção, o silêncio e uma salva de palmas, foram as últimas homenagens a João. João Paulo era solteiro e proprietário do Ponto do Açaí, localizado na Avenida XV de Novembro.

O amigo de João

O amigo de João Paulo, Bruno Ramiel, conhecido como Brasileiro, de 26 anos, que estava com ele  na hora na queda, segue internado em coma induzido no Hospital da Unicamp. Ele passou por uma cirurgia na cabeça na tarde de sábado e agora os médicos vão avaliar após o período de 48 horas.

O acidente

De acordo com o boletim de ocorrências, por volta da 1h de sábado, dia 16 de julho, a Polícia Militar foi acionada para comparecer até a Rua João Francisco Albino, pois havia informação de que pessoas haviam caído do terceiro andar de uma casa.

No local, os PMs foram informados de que João e Bruno estavam no 3º andar da casa e iriam utilizar um elevador de mercadorias para descer. Ainda segundo a PM, no momento em que os dois entraram no elevador, o cabo de aço rompeu e os dois caíram.

Eles foram socorridos e levados para o Hospital Bom Samaritano, mas João não resistiu aos ferimentos e morreu. Bruno foi encaminhado para Campinas, onde segue internado. Peritos do Instituto de Criminalística estiveram na casa para fazer perícia. A Polícia Civil abriu inquérito para investigar o aconteceu na casa.

Matéria: Redação CBA Notícias

 

  

Comentários