Diálogo e transparência: Gestão da Saúde é tema de reunião entre prefeito, vereadores e terceirizada

O prefeito Rodrigo Falsetti recebeu em seu gabinete nesta quarta-feira, dia 20 de julho, um grupo vereadores e representantes da Organização Social (OS) Instituto Doutora Rita Lobato, que desde o dia 1º de julho é responsável pela gestão dos serviços de saúde de Mogi Guaçu, para uma reunião de apresentação e trabalho. Dos 11 vereadores convidados, oito compareceram ao encontro: Guilherme da Farmácia, Luciano da Saúde, Adriano Batatinha, Natalino Tony Silva, Pezão, Jéferson Luís, Judite e Lili Chiarelli. Dr. Fernandinho, Zanco e Carlos Kapa não compareceram.

O encontro foi promovido com o objetivo de apresentar a empresa, colocar o Legislativo em contato com os novos gestores, prestar contas das ações desenvolvidas nas primeiras duas semanas de atividades e tratar do planejamento e atividades previstos para os próximos meses. Uma oportunidade, também, para que as principais dúvidas em torno deste processo fossem sanadas.

“Todos os vereadores foram convidados para essa reunião de apresentação, seguindo nossa linha de trabalho pautada pela transparência e boa relação com a Câmara Municipal, que desde o início do processo participa das discussões”, ressaltou o prefeito. “Estamos há um ano construindo esse modelo de gestão, verificando as especificações, as necessidades. Demos passos importantes nesses primeiros dias e vamos avançar muito com o que está por vir”, disse ao destacar que todas as melhorias previstas para a área da Saúde serão cobradas e que os resultados são esperados. “Não é um cheque em branco. A empresa tem metas e será cobrada para cumpri-las”, frisou.

Durante o encontro, os vereadores puderam tirar as principais dúvidas com relação ao novo modelo de gestão e também foram informados sobre as mudanças que já foram implementadas pela OS desde o dia 1º de julho. Entre elas estão o funcionamento do Raio-X 24 horas nos pronto-atendimentos, a instalação de equipamento de mamografia mais moderno, a troca e adequação de espaços dos geradores em unidades maiores e a contratação de controladores de acesso para o Hospital Municipal e as UPAs da Zona Norte e Santa Marta – estas últimas, também com vigilantes e uma viatura de patrulhamento.

Os representantes da OS também explicaram a contratação de novo laboratório com menor custo e exames feitos, a partir de 30 de julho, diretamente nas unidades de saúde do município, inclusive os hormonais. Com isso, elimina-se a necessidade de coletas em dias e locais diferentes, facilitando o procedimento e agilizando a entrega de resultados. Em média, são realizados 60 mil exames por mês.

Outra novidade prevista é a adoção da telemedicina na rede municipal, sendo possível a troca de informações médicas e análise de resultados de diferentes exames nas mais diferentes especialidades. “O paciente que fizer, por exemplo, o eletrocardiograma na unidade de saúde sairá de lá sabendo do resultado, pois por meio da interconsulta o clínico ou a enfermeira trocarão informações com o cardiologista. Isso será possível também nas demais especialidades”, explicou Virgínia Ferrari, do corpo jurídico do Instituto Doutora Rita Lobato.

Os vereadores foram informados que um diagnóstico, posto a posto de atendimento, está sendo elaborado pela empresa e que as principais demandas já começaram a ser atendidas, desde a contratação de profissionais, como técnico de enfermagem, enfermeiro e auxiliar de serviços gerais até melhorias nas estruturas das unidades básicas de atendimento. A Secretaria Municipal de Saúde é a responsável por acompanhar a execução das metas, enquanto uma comissão fiscaliza o cumprimento do contrato. “Nós sabemos das principais demandas. Tenho acompanhado de perto, visitado postos de saúde. A intenção é fortalecer e ampliar a qualidade do atendimento oferecido à população, além de otimizar investimentos. Não aceitaremos menos que isso”, destacou o prefeito.

A previsão é que outras mudanças sejam implementadas ao longo das próximas semanas. Uma das novidades será a ampliação do horário de funcionamento das Unidades Básicas de Saúde do Distrito de Martinho Prado Júnior e Chácaras Alvorada até às 22h. A mudança deve ocorrer a partir de 5 de setembro.

Além do prefeito e vereadores, participaram da reunião os secretários de Saúde, Gildo Martinho de Araújo; de Governo, Ivan Pinheiro; de Comunicação, Ariel Cahen; e o Chefe de Gabinete, Ruben Novaes. Além deles, o médico-chefe Guilherme Barbosa e, representando a OS, Virgínia Ferrari e Rafael Abreu, integrantes do corpo jurídico do Instituto.

  

Comentários