fbpx

Equipe possense de Karatê se prepara para mais uma competição internacional

Depois da ótima atuação em Las Vegas, no mês passado, no USA Open Karate Championships, com a conquista de nove medalhas (6 de ouro, 2 de prata e 1 de bronze), a equipe de Karatê de Santo Antônio de Posse se prepara para mais um desafio internacional, o Open Internacional de Karate no Uruguai, que acontecerá em agosto entre os dias 4 e 9.

Em território americano, os atletas tiveram a oportunidade de vivenciar um grande evento internacional de altíssimo nível que reuniu dois mil atletas de 25 países e com um público estimado em três mil pessoas a cada combate. O Open americano é um torneio importante que classifica os atletas para outros torneios internacionais, como Colômbia, Canadá e o próprio Open do Uruguai.

Apesar do bom desempenho da equipe, tanto nos torneios internacionais quanto nos nacionais, os jovens precisam vencer outros desafios antes mesmo de enfrentar os adversários. Segundo Leonardo Fernandes, medalhista de ouro em Las Vegas na categoria sub-17, a primeira conquista do atleta acontece fora do tatame. “Não é fácil conseguir a verba necessária tanto para as inscrições, quanto para a viagem em si, ainda mais quando as disputas são internacionais como foi o Open dos Estados Unidos”, explica Leonardo.  Para ir ao torneio de Las Vegas, por exemplo, houve uma verdadeira mobilização das famílias, dos amigos, das empresas da cidade e da própria população. “Mesmo assim, a maioria conta mesmo com o ‘patrocínio’”, brinca Leonardo.

Os pais, além de grandes incentivadores, acabam se organizando para arrecadar fundos para as diversas necessidades dos atletas, como, inscrições, passagens, hospedagem e alimentação, entre outros gastos necessários. E para isso não medem esforços, promovem desde rifas, churrascos e até “vaquinhas” entre os amigos.

Contudo, Leonardo diz que o envolvimento dos pais, apesar de ser gratificante, não é o ideal. “Eles acabam se envolvendo e fazendo com que os atletas fiquem mais preocupados ainda”, diz o karateca. “Não é que não queremos a ajuda deles, mas queremos ser profissionais. O ideal seria contar com patrocinadores”.

O atleta revela que quando o nome de uma empresa ou entidade aposta no seu potencial, o respeito, a responsabilidade e a confiança do desportista aumentam e isso faz com que sua motivação seja mais impulsionada ainda. “O atleta se sente valorizado, é como se alguém dissesse: eu acredito em você. Por isso é tão importante”, diz Leonardo que no próximo ano passará para a categoria sub-21, competindo com os melhores do mundo.

Atualmente Leonardo faz parte da Federação Paulista de Karatê e está classificado para as finais do campeonato paulista que acontece em junho. O atleta atua também como jovem aprendiz na Cooperativa Veiling Holambra, que colaborou custeando a alimentação da equipe à viagem aos Estados Unidos.

Para quem quiser obter mais informações sobre como patrocinar ou colaborar com os jovens, pode conversar com Edson Ferreira, que atualmente é o treinador da equipe possense, telefone (19) 99823-5885 ou e-mail: vlwsleo@gmail.com.

  

Comentários