Falta de limpeza de galerias causa acúmulo de sujeira em Mogi Guaçu

A obstrução de galerias pluviais da Avenida Júlio Xavier, no Parque Cidade Nova, tinha duas causas: raízes de árvores da Área de Lazer e Recreação, conhecida como “Campo da Brahma”, e muita sujeira que frequentadores descartam no local e acabou entupindo os bueiros.

A quantidade de lixo retirada das bocas de lobo chegou a quase um metro cúbico em cada uma. O secretário de Obras e Viação, Salvador Franceli Neto, ficou indignado com a situação.“Isso é uma loucura”, disse.

Um caminhão equipado com hidrojato foi utilizado para a limpeza, mas a Secretaria de Obras e Viação terá de interligar a tubulação da rede principal e uma rede paralela para aumentar a capacidade de escoamento.

O problema é que a rede mestra que entrecorta a área tem tubulação de 500 milímetros, mas recebe água das redes secundárias que foram construídas com tubos de 600 milímetros. “Não há drenagem que resista”, observou Salvador Franceli.

As equipes da SOV que trabalham no local descobriram uma tubulação paralela, de pelo menos 800 milímetros, que será conectada com a rede mestra para funcionar como “ladrão” em dias de chuva mais intensa e evitar alagamentos. A previsão é terminar o serviço na próxima semana.

 

  

Comentários