Grupo Paulistano vence no Festival de Teatro de Mogi Guaçu

A peça “A Canção dos Ápices Humanos”, do grupo Tenda da Fortuna, de São Paulo, conquistou o primeiro lugar do Festival de Teatro de Mogi Guaçu deste ano. A Secretaria de Cultura realizou a entrega da premiação na noite deste domingo, dia 21 de maio, na Sala de Vídeo “Célia Maria Stábile”, no Centro Cultural.

“Romeu e Julieta”, da Cia Talagadá, de Itapira, foi a segunda colocada, e “O Auto da Compadecida”, da Cia Arteatrando, de Amparo, a terceira. Os três espetáculos classificados em 1º, 2º e 3º lugares receberam prêmios de R$ 3 mil, R$ 2 mil e R$ 1 mil, respectivamente, e troféus.

A entrega da premiação foi precedida da apresentação, no Teatro Tupec, de “Pontos de vista de um palhaço”, atração do Circuito Cultural Paulista. O secretário de Cultura, Luiz Carlos Ferreira, entregou os prêmios e os troféus. Ele representou o prefeito Walter Caveanha na cerimônia.

Seis peças foram selecionadas para participar do Festival de Teatro de 2017 e apresentadas nos dias 9, 10, 11, 16, 17 e 18 deste mês. As outras três foram “Palha Sola”, da Atua Cia Teatral (Ribeirão Preto), “De Cenouras a Macacos” (Americana), do Grupo Peripatéticos, e “Breu”, da Cia Pelo de Gato Preto (Limeira).

Luiz Fernando Albertoni (“A Canção dos Ápices Humanos”) e Cíntia Vendrúsculo (“Palhaça Sola”) conquistaram os prêmios de melhor ator e melhor atriz. “A Canção…” arrebatou também o troféu de melhor direção para Mateus Faconti, mas foi “Romeu e Julieta” que mais rendeu troféus.

Além do segundo lugar, conquistou os de ator revelação (Danilo Lopes), maquiagem (Valner Cintra), cenário (Cia Talagadá), e sonoplastia (Luiz Giovanelli e Luan Freitas). “O Auto da Compadecida” recebeu outros três troféus: melhor iluminação (Alexandre Cruz), figurino (Alexandre Cruz e Clélia Sampaio) e atriz revelação (Bianca Bertuzzi).

Matéria: ASCOM/Fotos: André Pelegrino

 

 

  

Comentários