Justiça Eleitoral valida candidaturas impugnadas e altera quadro de vereadores

Na última quinta-feira, dia 13 de julho, Ana Claudia Leite Ferrari (DEM) e Rafael Lanzi Vasconcellos (PSDB) receberam das mãos do juiz eleitoral substituto do Cartório Eleitoral de Pedreira – 333ª Zona Eleitoral, Dr. Carlos Eduardo D´Elia Salvatori, os diplomas como candidatos eleitos por Santo Antônio de Posse nas eleições de outubro de 2016.

Claudia Ferrari estava com o registro de candidatura indeferido na Justiça, mas no dia 27 de junho o plenário do Tribunal Superior Eleitoral – TSE, por unanimidade, acatou seu recurso e deferiu o registro, validando os 247 votos que obteve no pleito. A decisão levou a Justiça Eleitoral a fazer a retotalização dos votos da eleição e com isso a composição do atual Legislativo foi alterada. Os vereadores José Guilherme Ferreira (PRB) e Joel Florentino de Oliveira (PSC) perdem as cadeiras devido a suas coligações não alcançarem mais o quociente eleitoral. Já o advogado Rafael Lanzi Vasconcellos, que estava na suplência do vereador licenciado José Fernando Serra (PSDB), assume a titularidade do mandato, e o suplente passa a ser Carlos Roberto Perini – Nene Perin (PPS), da chapa PSDB-PPS.

Vale ressaltar que a decisão que beneficiou Claudia Ferrari também foi proferida dias depois em favor do candidato Antonio Carlos Cavalaro – Preto Eventos (PRP), que também estava impugnado e teve seu registro deferido após novo julgamento da ministra Rosa Weber no último dia 30 de junho reconsiderando a decisão anterior e dando provimento ao recurso especial apresentado por sua defesa. Desta forma, os 507 votos obtidos por Preto (segundo mais votado) foram validados e a expectativa é que o Cartório Eleitoral de Pedreira realize sua diplomação em breve para assumir o mandato na Câmara – ocupando justamente a vaga de Claudia Ferrari e levando a uma nova alteração no quadro de vereadores da 16ª Legislatura – 2017 a 2020.

Matéria: ASCOM

  

Comentários