Macacos mortos encontrados em Posse não estavam com febre amarela

(Saguis Callithrix)

A Secretaria de Saúde de Santo Antônio de Posse, através do setor de Vigilância Sanitária e Epidemiológica, informou na quarta-feira, dia 28 de março, que os resultados dos testes realizados em três macacos mortos, encontrados em fevereiro deste ano no município, deram negativo para febre amarela. As análises foram feitas pelo Instituto Adolfo Lutz.

Os animais eram saguis, do gênero Callithrix, e foram encontrados no bairro Colina das Paineiras e na Zona Rural de Posse. A causa da morte dos primatas não foi especificada nos testes realizados no instituto.

O coordenador da Vigilancia Sanitária, Roberto Ennio Vilella Lamounier Jr., afirma que, embora a situação seja de alerta, a população deve sempre se lembrar que o macaco não é o responsável pela transmissão da febre amarela. “Os macacos são primatas não urbanos que servem como sentinelas para nos alertar da presença do vírus. Não se deve, em hipótese alguma, matar o animal. Assim como nós, eles também são vítimas da doença. Portanto, em casos de suspeita, a Vigilância deve ser acionada imediatamente”, reforçou.

A vacinação contra a febre amarela continua sendo realizada em Santo Antônio de Posse. Aqueles que não receberam a dose da vacina, podem se encaminhar até o prédio da Vigilância Sanitária, localizado na Rua Santo Antônio, nº797, e agendar seu horário. É obrigatória a apresentação do comprovante de residência e da carteira de vacinação.

  

Comentários